Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

domingo, 10 de julho de 2011

A Guerra Ideológica:


A Guerra Ideológica:
      E.U.A e o Capital   x   U.R.S.S e o socialismo

Por: Bruno P.F


            Após a segunda guerra mundial, a Europa perdeu sua posição de liderança internacional, o lugar foi ocupado pelos Estados Unidos e União soviética, que se tornaram lideres mundiais com o pós-guerra se tornam lideres mundiais.
            Surgem dois blocos o socialista liderado pela União Soviética e o capitalista liderado pelos Estados Unidos, dois modos de vida, duas políticas que depois da segunda guerra buscava dominar o mundo, com sua política e economia e influencia cultural.
            A disputa entre leste e oeste era grande no leste começava uma nova disputa a do espaço, e do conhecimento alem do mundo, o avanço tecnológico nesse momento crescia com essa disputa, outra importante disputa e do avanço em armamentos nesse momento nunca ouve tanto a fabricação de bombas nucleares e a qualquer momento o mundo poderia explodir, a disputa entre ideologias era grande.
            Os estados unidos queriam firmar o capitalismo no mundo e para isso usaram de varias formas de influencias como seu modo de vida e sua indústria cinematográfica e outros meios como o empréstimo de grande quantidade de dinheiro para a industrialização de certos países, um exemplo seria Brasil que foi influenciado muito pelos estados unidos.

http://correiodobrasil.com.br/contra-novas-ameacas-japao-altera-politicas-da-guerra-fria/197145/guerra_fria_1980/

            Ambos os países tinham forte inteligência extrategia os E.U.A a Cia e a U.R.S.S a Kgb ambas agencias de inteligência, que faziam papeis de investigar as estratégias militares e a intervenção de cada nos países que estavam em conflito.Onde ocorria um conflito no mundo havia o duelo entre leste e oeste na Ásia, na guerra das coréia, na áfrica em angola, Etiópia nas Américas ocorreram intervenção de ambos os lados como no Chile e no Brasil e o caso que mais grave foi Cuba.
            Em cuba com a revolução liderada por Fidel castro e Che Guevara optou ocorreu uma opção pelo modo de vida soviético, nesse momento ocorre a crise dos mísseis 1962, a União Soviética foi flagrada construindo 40 silos nucleares em Cuba. Segundo Kruschev, a medida era puramente defensiva, para evitar que os Estados Unidos tentassem nova investida contra os cubanos. Por outro lado, no plano estratégico global, isto representava uma resposta à instalação de mísseis Júpiter II pelos estadunidenses na cidade de Esmirna, Turquia, que poderiam ser usadas para bombardear todas as grandes cidades da União Soviética.
Rapidamente, o presidente Kennedy tomou medidas contrárias, como a ordenação de quarentena à ilha de Cuba, posicionando navios militares no mar do Caribe e fechando os contatos marítimos entre a União Soviética e Cuba. Vários pontos foram levantados a respeito deste bloqueio naval: os soviéticos disseram que não entendiam porque Kennedy havia tomado essa medida, já que vários mísseis estadunidenses estavam instalados em territórios dos países da OTAN contra os soviéticos, em distâncias equivalentes àquela entre Cuba e os EUA; Fidel Castro revelou que não havia nada de ilegal em instalar mísseis soviéticos em seu território e o primeiro-ministro britânico Harold Macmillan disse não ter entendido por que não foi sequer ventilada a hipótese de acordo diplomática
 

http://historiamagnum2008.blogspot.com/2008/10/auge-da-guerra-fria.html

Em 23 e 24 de Outubro, Kruschev teria enviado uma carta a Kennedy informando suas intenções pacíficas. Em 26 de Outubro disse que retiraria seus mísseis de Cuba se Washington se comprometesse a não invadir Cuba
            Os países do mundo inteiro foram influenciados pelos dois modelos durante a segunda metade do século XX, todos os continentes tiveram conflitos, mas as duas potências nunca se enfrentaram pessoalmente, mas sempre de forma fria, ou seja, influenciando um país ou grupo para um conflito político econômico, militar.
·                     A partir de Gorbachev as coisas na U.R.S.S começam a mudar a crise se espalha no mundo soviético nisso gorbacev faz os planos Perestroika e Glasnost mas nem assim conseguem reestruturar a economiaPerestroika: série de medidas de reforma econômicas. Para Gorbachev, não seria necessário erradicar o sistema socialista, mas uma reformulação deste seria inevitável. Para tanto, ele passou a diminuir o orçamento militar da União Soviética, o que implicou diminuição de armamentos e a retirada das tropas soviéticas do Afeganistão.
·         Glasnost: a "liberdade de expressão" à imprensa soviética e a transparência do governo para a população, retirando a forte censura que o governo comunista impunha.
A nova situação de liberdade na União Soviética possibilitou um afrouxamento na ditadura que Moscou impunha aos outros países. Pouco a pouco, o Pacto de Varsóvia começou a enfraquecer, e cada vez mais o Ocidente e o Oriente caminhavam para vias pacíficas. Em 1986, Ronald Reagan encontrou Gorbachev em Reykjavík, Islândia, para discutir novas medidas de desarmamento dos mísseis estacionados na Europa.
Aos poucos o pacto de Varsóvia e da união soviética foi quebrando e o capitalismo foi entrando gradativamente na antiga união soviética eleições pela democracia e liberdade eram cada vez mais forte.

http://hebraicoehistoria.blogspot.com/2009_08_01_archive.html

O modelo socialista idealizado um século por Marx não resistiu ao modelo capitalista, muitos pesquisadores dizem que o modelo socialista e diferente pelo imposto pela antiga U.R.S.S, poucos países resistiram ao modelo socialista hoje existe no mundo apenas cuba, mantida pelos ideais de Fidel Castro de grande oratória, mas que passa por dificuldades a ilha como e conhecida cuba, parou no tempo da guerra fria, outro lugar que permanece e o pais mais fechado do mundo a coréia do norte mantida por um forte regime do seu ditador.

Referencias

Nenhum comentário:

Postar um comentário