Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Escravidão um Processo Histórico


Escravidão um Processo Histórico
Por: Bruno Ferreira


 Fonte: http://avenidadanet.blogspot.com/2009/07/como-foi-escravidao-no-brasil.html


A escravidão e um meio econômico e social que vem seguindo o seu curso na história e também vêm adaptando-se ao longo do processo histórico. Podemos buscar as primeiras formas de escravidão na antiguidade ai o homem começa a se organizar em vida social, em grupos com o aparecimento de pequenas vilas ou aldeias.
Com o surgimento de uma estrutura social com vários papeis sociais aparece um deles que e o escravo essas comunidade vão organizando-se em busca de novas tecnologias, e acaba entrando em conflito com outras tribos e conquistando essas tribos, os conquistados viram uma mercadoria desse novo grupo que conquistou, aparece com isso a figura do escravo submisso a um senhor.
Com o avanço das comunidades e do surgimento dos estados o escravo vira a grande mercadoria, vemos escravos no Egito antigo, Roma antiga, Grécia, reinos da mesopotâmia.
Na Roma antiga o escravo era um grande motor de desenvolvimento, pois era empregada em diversas atividades como construção de pontes, estradas, fortificações, palácios entre outros, havia também o escravo que trabalhava no lar em diversas atividades para servir o seu senhor.
Na idade media a figura do escravo perde sua força com o processo de transformação da economia e da política e vida social, surge à figura do servo, não chega ser um pleno escravo, mas tem fortes vínculos escravisticos que o faz quase um escravo.
Na modernidade com o surgimento das navegações e do capital a partir dai o escravo ganha força nas colônias do novo mundo com um grande trafego de escravos vindos do continente africano para as Américas.
Temos que ressaltar que o escravo na antiguidade não era propriamente negro, mas no fim da idade media e moderna o escravo era negro, pois em sua maioria vinha da áfrica. O escravo da America trouxe consigo uma bagagem social que foi um dos fatores para o enriquecimento da cultura das Américas entre esses os países da America que recebeu essa forte cultura está o Brasil.
O Brasil foi um dos últimos países a deixarem de ter escravos foi abolido a escravidão em 1888, por uma forte pressão da poderosa Inglaterra para o fim da escravidão assim desta forma vária produtos das indústrias inglesas poderiam chegar ao Brasil que seria um forte mercado consumidor da Inglaterra.
No século XX o processo para o fim da escravidão ganha força por todo mundo vendo que um ato desumano esse processo de igualdade de cidadão vinha vindo nos últimos dois séculos, mas no século XX isto  se torna inaceitável em vários meios.
Mas a escravidão ainda persiste em vários rincões do mundo, esse novo tipo de escravo e preso nesse processo de escravidão quando ocorre um baixo salário, uma forte jornada de trabalho e forte opressão.
Esse novo escravo quase sempre ou sempre com pouca escolaridade pobre e com uma vida sofrível, que busca em qualquer emprego a luta para sobreviver, ai surge os exploradores dessa mão de obra, no Brasil isso ocorre no campo nas regiões nordeste e norte e centro oeste, e existem também os que são explorados em são Paulo que trabalham horas por poucos reais.
A escravidão muda de lugar de característica, mas sempre existiu, e o escravo sempre e o mais fraco da história, cabe no mundo contemporâneo que vivemos denunciar para que essa pratica desumana não aconteça

2 comentários: