Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Religiao e Poder


Religiao e Poder 
Por: Bruno Ferreira



Durante a História do Homem a religião e o poder sempre andaram juntas, na antiguidade vemos que diversos povos e culturas usam da religião como um modelo de conduta e de vida social, vemos isso na Mesopotâmia e no Egito a religião ai se caracteriza como uma religião do estado, os Faraós no Egito detinham o poder político e divino.
Na Grécia e em Roma a religião se faz presente entre as pessoas os deuses poderiam ser considerados como comuns ao homem, pois possuíam virtudes poderes, e também defeitos, os deuses cada qual uma função, a religião grega ficou conhecido nos dias de hoje como uma mitologia composta de vários personagens.
Cada família grega tinha o seu deus especifico e para ele orava, isso durou ate o surgimento do Cristianismo, que mudou a forma religiosa de politeísta para monoteísta no mediterrâneo, ele passou de perseguido pelo poder para fazer parte do poder.
A troca de papeis ocorre quando o imperador Constantino adere ao cristianismo e modifica muitas características cristas, faz com que muitos rituais pagãos sejam incluso no cristianismo, e oficializa a religião crista como a religião oficial do império romano, que estava em processo de declínio.
A igreja ganha fortes poderes na idade media com o fim do império romano ela se torna o grande poder na Europa, ela passa ocupar uma função de cartório onde autentica o poder real e diviniza o Rei, surgem fortes desavenças durante idade medieval, na Inglaterra uma nova religião o anglicanismo surge.
A partir de meados do século XIV e XV e igreja católica vão perdendo forças, com o surgimento de Martinho Lutero que procurava contestar a igreja e suas praticas disso uma nova religião aparece na Alemanha o luteranismo.
O poder papal tenta reverter mais e em vão na idade moderna duas vertentes do cristianismo toma conta do mundo ocidental a vertente, católica que através dos reis católicos da península ibérica coloniza a America do Sul e central, e também a vertente protestante que coloniza a America do norte, vemos que a religião esta vinculada diretamente ao poder político, isto ocorre também no islamismo e nas religiões orientais.
A partir da Revolução Francesa o conceito de estado laico surge para afastar do poder os religiosos, os ideais iluministas de igualdade, fraternidade e liberdade, esse ideais pressupõem um estado igual a todos.
Com o avanço dessa idéias no mundo, muita coisa muda no papel na pratica alguma permanece, nos dias atuais a religião permanece separada do estado em muitos países, mas exerce influências no poder, no caso do Brasil a religião e o estado separam durante a proclamação da republica, mas culturalmente a religião católica permanece ate os anos 60 com forte influencia no Brasil.
Com a chegada do protestantismo no Brasil e também o aparecimento de novas religiões neo protestante a força evangélica torna-se presente com grande força, e nos dias atuais exerce grande poder em 30% da população brasileira, muitos políticos procuram nas igrejas evangélicas votos em troca oferecem vantagens publicas.


Um comentário:

  1. Gostaria de sugerir que fosse introduzido no artigo assuntos a respeito do principal motivo de existirem as religiões: o poder. o poder sobre todos e tudo, em todas as épocas, explorando principalmente a ignorância e a “necessidade”, o medo da “perdição” da alma e também sobre o machismo que impera em todas elas, desde o início.

    ResponderExcluir