Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

Carregando...

sábado, 24 de dezembro de 2011

A Verdadeira História do Natal


A Verdadeira História do Natal



 Por: Bruno Ferreira

           O Natal que ocorre todos os anos no dia 25 de dezembro é a data que comemora o nascimento de Jesus Cristo, mas até o século IV o natal não acontecia no dia 25 de dezembro essa era a data em que os romanos comemoravam a chegada do inverno.
          As antigas comemorações do Natal costumavam durar até 12 dias por ser esse o tempo da chegada dos reis magos ao local onde Jesus nasceu do ponto de vista histórico o Natal marca a chegada do primeiro ano da história, certamente Jesus não nasceu no dia 25 de dezembro.
        Hoje vemos vários motivos Natalinos que representa o Natal,  além de cristo, tambem vemos no Natal atual a  arvore de natal o papai Noel, e outros.
         A tradição de montar a arvore de Natal começou na Alemanha em 1530 com Martinho Lutero, pois certa noite ele caminhava pela floresta e viu um pinheiro coberto de neve e ele vendo isso reproduziu uma arvore na sua casa, anos mais tarde a família britânica reproduziu uma arvore dessa no palácio onde foi copiado pelo mundo já que a Inglaterra naquele período era a grande potência mundial.
          O presépio que representa o nascimento de Jesus em miniatura começou com são Francisco de Assis no século XIII a igreja rapidamente adotou essa representação.
         O papai Noel foi inspirado na figura de Nicolau que nasceu na Turquia em 280 d.C  o bispo pessoa de bom coração costumava ajudar os pobres, deixando saquinhos de moedas próximos as chaminés, logo foi transformado em santo pela igreja católica.
         A associação de são Nicolau ao natal aconteceu na Alemanha e espalhou pelo mundo, ganhou fama mesmo no século XX com a propaganda da coca-cola transformando em um símbolo até mais importante do que o próprio aniversariante.
        Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

Curiosidade: o nome do Papai Noel em outros países
- Alemanha (Weihnachtsmann, O "Homem do Natal"), Argentina, Espanha, Colômbia, Paraguai e Uruguai (Papá Noel), Chile (Viejito Pascuero), Dinamarca (Julemanden), França (Père Noël), Itália (Babbo Natale), México (Santa Claus), Holanda (Kerstman, "Homem do Natal), POrtugal (Pai Natal), Inglaterra (Father Christmas), Suécia (Jultomte), Estados Unidos (Santa Claus), Rússia (Ded Moroz).
Hoje vemos um Natal cada vez menos cristão pois o capitalismo corrompeu o verdadeiro sentido do natal transformando a festa cristã em um mercado de vendas e consumismo






3 comentários:

  1. Legal Bruno, Parabéns pela postagem, certamente tirou muitas dúvidas.


    Felipe Saab

    ResponderExcluir