Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Informe: Bruno Ferreira

Mensagem de Fim de Ano

Professor e Historiador - Bruno Ferreira

Olá Pessoal, venho aqui agradecer ao grande publico que tenho recebido neste blog, é um prazer escrever sobre a história de forma pratica é simples, quero agradecer a você que me acompanhou este ano espero contar com todos em 2013, estarei trabalhando para sempre melhor este blog que é pra mim um divertimento e um compromisso.
Como não foi o fim do mundo noticiado pela mídia,  mas sim o começo de um novo ciclo previsto pelos Maias, um abraço Feliz 2013 saúde e sucesso.

Por: Bruno Ferreira

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Era da Exploração: A vida em alto Mar

Clique na imagem para ampliar

Veja de forma ilustrada como era a vida de uma tripulação em alto mar.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

A Profecia Maia: O Fim do Mundo -21 de Dezembro de 2012




Por: Bruno Ferreira


A muitos anos uma civilização conhecida como os Maias, previa o fim do ciclo que estamos para uma nova era capaz de grande transformações em todos os sentidos. Não será o fim do mundo, e sim uma época de mudanças drásticas, algo parecido com a “arca de noé”.
No ano de 2006 cientistas calcularam que a via láctea iria se alinhar com outra galáxia essa previsão seria para o ano de 2012, esse tal acontecimento cósmico jamais havia sido sonhado pelos cientistas atuais, mas foi calculado pelo povo Maia.
Esse povo que vivia na península o Yucatán, na America Central, alcançou seu apogeu no século VII. A economia dos maias baseava-se principalmente no cultivo de milho, feijão e batata-doce. Eles não conheciam o uso do ferro e nem da roda, e do transporte realizado por animais. A sociedade Maia era dirigida por poderosos sacerdotes.
No campo cultural os mais construíram grandes templos, pirâmides  e observatórios de astronomia; também criaram  pinturas em murais e cerâmica criaram  um o famoso calendário que vem causando polemica nos dias de hoje, esse calendário tinha um sistema muito preciso de datas, na época em que os colonizadores espanhóis chegaram no que hoje chamamos de America central os maias estavam sendo dominados pelos astecas outra civilização que desenvolveu na mesma região que encontra-se o México e os países da America central.
Mas o que exatamente diz a profecia; segundo a profecia maia, a Via Láctea possui esse ciclo que acontece de 5125 a 5125 anos, o fim do último ciclo ocorreu a mais de 5000 anos, fenômeno que conhecemos por “arca de noé” após isso, começamos um novo ciclo que novamente vai acabar em 2012. Neste período o mundo passara por grandes mudanças climáticas. Em exatos 22 de Dezembro de 2012 o Sol irá receber um raio sincronizado da Galáxia, algo muito poderoso que mudara todo nosso planeta. Com este fenômeno, o planeta terra passara a receber um sol muito mais quente, algo que afetara todo o clima atual do planeta terra. Diante do caos natural, a economia mundial passará por grandes problemas, assim como a comunicação, sistema de energia elétrica e tudo tecnológico que nosso mundo atual tem conhecimento. Será uma fase de caos social na humanidade, fome, miséria, falta de água potável e muitos outros problemas.
Nesse período ocorrera o aparecimento de sábios que guiaram a humanidade, para uma nova fase de progresso da humanidade, o mundo entrara em um ciclo de guerra e só a própria humanidade que caberá se adaptar a esse novo ciclo, a terra mudara drasticamente o seu clima, causando com isso a morte de milhares de pessoas, segundo os Maias o ciclo ira se repetir a cerca de 5 mil anos isso será algo, natural como o dia ter 24 horas.
A ideia de começo e fim não faz parte apenas da cultura Maia mas sim de outras culturas, como os judeus, chineses, indus e cristãos, povos com raiz muito antiga tem a mesma concepção de fim de mundo.
Muitas civilizações diferentes do passado previram que nossa era seria um tempo de muitas mudanças, mas nenhuma exceto a Maia identificou o momento da mudança com tanta exatidão! 21 de dezembro de 2012. Além disso, não havia nenhuma previsão do que aconteceria! Tudo o que se sabe, é que os Maias eram muito bons no ”quando” e cabe ao resto de nos, culturas antigas e modernas ver o que vai acontecer.
O que tem ocorrido atualmente foi um grande marketing envolvendo o tema e as profecias mais, muitos tem aproveitado da data para capitalizar a história que mais tem vendido nos últimos anos antes de 2012, vem sendo apresentando com forte presença no canais a cabo de documentário, e em filmes de Hollywood cada qual com uma vertente ou uma investigação sobre o fim da humanidade.

Bibliografia Digital
http://www.novaera-alvorecer.net/as_7_profecias_maias.htm

Bibliografia
BLAINEY Geoffrey - Uma Breve História do Mundo - ed. Fundamentos 2ed.

O Avanço Tecnológico do Trem




Por: Bruno Ferreira


O avanço dos transportes em massa começou na Inglaterra com  uma carruagem de ferro colocadas em uma linha que interliga um terminal ao outro, essa maquina inventada em meados do século XVIII foi revolucionaria para época e conseguiu transformar o mundo.
O Trem surge a partir da necessidade de movimentação mais rápida isso  acontece graças a invenção do motor a vapor, que modificou a paisagem por onde passava esse motor que foi empregado em diferentes meios de transporte e  maquinas, podemos ver que a era a vapor foi capaz de acelerar o processo econômico do mundo.
O primeiro país que surgiu o Trem foi a poderosa Inglaterra que construído em meio a necessidade  mudou a Inglaterra, essa que foi a precursora da revolução industrial que espalhou pelo mundo e levou além do Trem para outros países seus produtos industrializados, para que esses produtos chegassem com mais rapidez ao seu destino foi criado o Trem capaz de transportar em grande quantidade os produtos manufaturados.
O trem teve um grande papel na Europa, logo  espalhou-se pela França, Alemanha e Rússia interligando regiões e criando o progresso, mas desempenhou fator importante em Guerras, vendo sua rápida ligação com varias cidades os generais logo perceberam que esse transporte seria de bom uso para a locomoção de tropas.
Com avanço do capitalismo e da competição pela melhorias de tecnologias a evolução do Trem foi fundamental, surgindo novas maquinas a vapores e modelos diversificados trocando sua energia a carvão pelo petróleo capaz de armazenar a energia com mais eficácia, e em pouco espaço.

             Por fim o Trem ganhou notoriedade no século XX com o avanço das tecnologias passou a ser conhecido como o meio de transporte mais seguro e mais barato, vemos hoje um novo estágios de trem de alta tecnologia e com a velocidade de um avião, eles são conhecidos como os trens balas, poucos países do mundo possui esse transporte inovador, ele encontra-se mais presente no Japão, Europa e Estados Unidos mas países emergentes como China e Brasil entre outros buscam aderir essa tecnologia. No Brasil o Trem Bala tem previsão para ficar pronto até o ano de 2018.

domingo, 16 de dezembro de 2012

A Fuga de Hitler




Por: Bruno Ferreira


 sabemos que com o fim da segunda guerra mundial ocorre com a morte de  seu personagem principal o ditador alemão Adolf Hitler teria se matado no seu abrigo anti-bombas em Berlim, está seria a história oficial do fim de Adolf Hitler, mas segundo os estudos novos, descobre que Hitler não morreu em Berlim, mas antes mesmo de acabar a guerra, ele planejou sua fuga para a Argentina.





Antes mesmo de a segunda guerra acabar, Hitler havia fortificado uma cidade ao sul da Alemanha onde ficava sua casa, lá construiu uma grandiosa rede de tuneis anti-bombas e armas químicas, tudo isso foi construído em montanhas e num bosque.
Avistando o fim da guerra, Hitler teria barganhado com as forças aliadas do Ocidente “capitalista”, teria Hitler barganhado sua saída para a Argentina em troca de uma equipe grandiosa de cientistas, que naquele momento seria a mais completa de todo mundo, tendo em seu poder tecnológico uma grande gama de tecnologias capaz de colocar qualquer nação na vanguarda tecnológica, com isso Hitler teria barganhado com a Inglaterra e E.U.A sabendo que as forças soviéticas poderia tomar conta da Europa, o próprio Stalin ficou sabendo desses planos e disse que Hitler teria pago sua fuga.
O historiador Paulo di Napole, levanto que Hitler teria saído da cidade ao Sul da Alemanha pego um avião, em direção ao porto na Noruega onde encontrava-se o submarino U-997 e teria embarcado para a Argentina, naquela mesma época outros 50 submarinos teria espalhado-se pelo mundo e aos poucos esse foram entregando-se, oito submarinos foram para sul e um teria bombardeado o cruzador Bahia nos Mares do Brasil.
Esse Submarino supostamente entregue no porto de Mar Del Plata na Argentina com dois torpedos a menos, a chegada desse submarino a mar Del plata, começou uma intensa discussão entre governos americanos e argentinos em torno de que o ditador Domingos Peron teria dado refugio a Nazistas, mas segundo relatos Hitler não havia sido pego porque não estava no submarino U-997 mas sim em outro que o havia deixado no sul da patagônia em Coleta De Loros em um lugar totalmente desolado, com fatos importantes fazem pensar que a fuga de Hitler para a patagônia seria verdade, e que havia levado para morar em uma fazenda perdida perto sul dos Andes, seu destino final foi uma aldeia conhecida em San Carlos de Bariloche, tudo isto estaria nos planos de Hitler pois caso seus planos não desce certo ele teria para onde ir e ficar vivo.

Veja no vídeo abaixo todos os detalhes da Fuga de Adolf Hitler.



quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer: O Arquiteto





Por: Bruno Ferreira


O seu nome é sua marca Oscar Niemeyer um dos grandes brasileiros que entraram para história, nasceu em 15 de dezembro de 1907 por ter uma forma particular de ver a arquitetura modernizando ela com traços leves e vazios deixando tudo mais claro, Niemeyer poder ser considerado como o grande arquiteto do mundo moderno é pós-moderno.
Sua trajetória como arquiteto começa a convite do jovem prefeito  de Belo Horizonte Jk, que queria trazer uma nova cara para a capital mineira, mandou que projetar a Pampulha que era composta de uma repreza onde havia um grande complexo o mais bonito desse parque foi a igreja, sem duvida é uma das obras mais bonitas mas também mais polemica demorou 15 ano para a igreja reconhece-lá como templo religioso.
Após isso Oscar, foi convidado novamente por Juscelino para fazer a arquitetura dos palácios e do congresso e toda a praça dos três poderes inovando na arquitetura mais uma vez de forma inovadora, utilizando para isso o cimento armado, algo novo para a época.
Chegada à ditadura Niemeyer comunista convicto, foi em busca de exílio e foi para França lugar que acolheu. Para trabalhar ele consegui ajuda de amigos ligado ao governo de Charles Gaulle, foi através do governo socialista frances que conseguiu desenvolver alguns projetos como um belo teatro, rompendo com o estilo arquitetônico Francês, mas a grande obra na França foi sem duvida a sede do partido comunista frances, um belo prédio. Fez também obras para Espanha, Argélia como  universidades e mesquitas projetos que até hoje são inovadores e uteis.
Oscar também faz os projeto do parque do Ibirapuera  em são Paulo, marcos de uma época, e também para o rio de janeiro como o sambodramo, em Niterói projeta um museu que parece um disco voador mas compõe junto ao museu uma linda paisagem.
Um dos grandes momentos internacionais foi em 1947 Niemeyer é indicado para fazer parte da equipe de arquitetos mundiais que viria a desenvolver a Sede das Nações Unidas. Niemeyer viaja aos Estados Unidos para integrar a equipe e apresenta o projeto que seria escolhido, elaborado em conjunto com Le Corbusier.
Com o fim da ditadura na década de 1980 o Memorial JK; o Edifício Manchete; sede do Grupo Bloch em 1983; a Arena de Rodeios e o Parque do Peão "Mussa Calil Neto", na cidade de Barretos, interior de São Paulo (1984); o Panteão da Pátria em Brasília (1985) e o Memorial da América Latina (1987), em São Paulo.Em 1988, é criada a Fundação Oscar Niemeyer a fim de preservar o seu acervo de cerca de 500 trabalhos.
Na deca de 2000 outros projetos marcaram sua carreira como o Museu Oscar Niemayer, o auditório Ibirapuera, caminho Niemayer criou no seu centenário um imenso complexo na Espanha que foi batizado com seu nome. Um dos seus últimos grandes projetos foi à cidade administrativa de Belo Horizonte, Oscar também projetou esculturas e obeliscos.
Sem duvida Niemayer merece aplausos por suas obras, foi uma pessoa de grande genialidade, convicto de suas ideias políticas, recusava-se a trabalhar para grandes corporações e procurava trabalhar para o governo projetando prédios públicos de uso democrático, recentemente oposição a suas obras ocorrem por alguns jornalistas que são contra suas ideias comunistas e outros por serem contra seus projetos, morre deixando um vasto legado e sem duvida apesar das criticas ele foi inovador no que fez.




segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Santa Inquisição






O que foi a santa Inquisição?

Por: Bruno Ferreira


A Inquisição ou santa Inquisição foi um tribunal organizado e articulado pela Igreja católica na idade media para punir os hereges e aqueles que eram contra os dogmas da “Santa” Igreja Católica, o papa que mandou milhares para fogueira foi o sumo pontífice Papa Gregório IX, quem eram os hereges? (eram aqueles que não acreditavam e faziam praticas contrarias da igreja) um exemplo seria os curandeiros, cartomantes entre outros que  nos dias de hoje não significa grande perigo para a vida humana, mas para fé cristã era algo extremamente perigoso.
Embora o auge da Inquisição esteja no século XVIII ela tem registros mais antigos desde o século XII, foi massacrado o grupo conhecido como Albigenses a mando do papa Inocêncio III, no ano de 1252 piora a situação para os hereges, pois o papa autoriza a tortura como forma de conseguir a conversão esse documento conhecido como “Ad Exstirpanda” e reforçado pelo sucessores e torna-se uma forma de defesa da igreja contra os “hereges”.
Vemos com isso que a igreja na idade media tinha uma forte influencia e autoritarismo na vida privada e social, tudo isso em nome de Jesus, ele  que pregava o amor a Deus e ao próximo, vemos que a influência política de reis era maior que a fé dos sacerdotes, nessa época a política e a religião andavam de mãos dadas certamente quem queimava as pessoas na fogueira não era a igreja mas sim soldados do rei a mando da igreja.
A santa inquisição está entre os episódios da história que devemos lembrar, para que não ocorra novamente, ela está entre os episódios de grande vergonha da história humana como foi à bomba atômica lançada pelos americanos e os campos de concentração da segunda guerra, e milhares de mortes de civis por comunistas em revoluções e atualmente na morte de inocentes na guerra do Iraque e da palestina.
 A Inquisição enterrou a Europa sob um milênio de trevas deixando um saldo de incontáveis vítimas de torturas e perseguições que eram condenadas pelos chamados “autos de fé” – ocasião em que é lida a sentença em praça pública.
A igreja não perseguia apenas os que eram considerados “Bruxos”, mas também cientistas que pregava algo impossível para a época, mas que buscava a verdade pela ciência um dos casos mais famosos foi de “Galileu Galilei” ele foi perseguido por afirmar que a terra girava em torno do Sol e não o contrario como a igreja acreditava, o caso mais lembrado da santa inquisição foi de Joana D’arc, que afirmava ser enviada de Deus para libertar a França, ela que era uma revolucionaria para época utilizava roupas masculinas, e por esse ser um dos motivos ela foi morta pelo tribunal do Santo Oficio, levando ela para fogueira sendo queimada viva.
Além disso, uma grande lista de livros foi proibido de leitura, essa que era uma forma da igreja controlar a busca da sabedoria pelas pessoas essa lista é conhecida como ”Index Librorum Prohibitorum” através da qual diversos livros foram queimados ou proibidos pela Igreja, um dos objetivos da proibição desses livros também era de reagir contra o protestantismo essa lista foi até o ano de 1948.
Esses foram alguns dos nomes pertences a lista proibida da igreja catolcia, Galileu Galilei, Nicolau Copérnico, Giordano Bruno, Nicolau Maquiavel, Erasmo de Roterdão, Baruch de Espinosa,  John Locke,  Berkeley, Denis Diderot, Blaise Pascal, Thomas Hobbes, René Descartes, Rousseau, Montesquieu, David Hume ou Emanuele Kant tenham pertencido a esta lista, sendo algumas dessas tendo sido removidas mais tarde.
Certamente esse tribunal era uma afronta ao Direito de hoje, pois o condenado não sabia por que estava sendo punido, não tinha esse direito e nem o direito de defesa mas apenas o direito a duas testemunhas, sem duvida o tribunal era um meio injusto e fora de qualquer padrão de defesa do réu.
Uma das piores inquisições foi à inquisição espanhola, pois tinha forte cunho político, os historiadores relata que a Inquisição Espanhola foi uma forma de Fernão de Aragão de perseguir opositores ao seu governo, desta forma ele conseguiu o reino de Costela e Aragão e com isso expulsou os Mouros (Mulçumanos) e também os judeus, os que não conseguiram sair da Espanha converteram ao Cristianismo e ficaram conhecidos como novos cristãos.
Portanto a santa inquisição está entre os episódios da história de forte autoritarismo no qual devemos lembrar para ser esquecido, foi um tribunal de forte autoritarismo composto de preconceito religioso, que levou uma grande quantidade de pessoas a morte pelos meios mais cruéis que tem noticia tudo em nome de uma fé que seu fundador Jesus pregava o amor, totalmente contraditório ao que os sacerdotes pensavam sobre a fé, devemos ver que isso encontra no passado, mas mostra como a Igreja católica apostólica romana é composta de crimes como também partidos políticos e outras organizações e instituições, mas vindo de uma igreja que prega a passividade nos dias de hoje e meio que contraditório.

Bibliografia
Uma Breve História do Cristianismo - Geofrey Blainey, editora Fundamentos.

Bibliografia Digital
http://www.infoescola.com/historia/a-santa-inquisicao/

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Maomé: O Islamismo




Por: Bruno Ferreira

Quem foi Maomé?

No Ano de 622, na Cidade de Meca, um profeta chamado Maomé estava sempre rodeado por um pequeno grupo de seguidores. Ele pregava uma nova religião, influenciado pelo judaísmo e pela cristandade, mas tendo suas próprias crenças. Seus ensinamentos não foram  aceitos imediatamente, tanto que ele teve de fugir da cidade, mas seus seguidores atingiram com profundidade a psique de muitos dos seus ouvintes. “história Ilustrada das Cruzadas”


O Islamismo e Maomé estão constantemente ligados por ser ele o profeta que recebeu a doutrina islâmica através do anjo Gabriel. O islã que é a mais recente das  principais vertentes religiosas do mundo. Nasceu através de Maomé ele que nasceu em Meca em 570 d.C filho de uma família tradicional da cidade, está cidade que era um dos principais centros comerciais da Arábia, Maomé ficou órfão logo novo e foi criado por um tio que o ensinou a ser condutor de Camelos para uma viúva Khadidja, que era muito rica, embora quinze anos mais velha do que Maomé, ele casou com ela e tonou-se sua esposa, sua esposa foi a primeira a segui-lo, pois ele dizia a ela que tinha revelações.
Meca não era apenas uma cidade comercial, mas também religiosa, muitas tribos nômades que viviam próxima a cidade a consideravam sagrada, pois uma pedra negra, esta que caiu do céu, que era considerada sagrada, ocorria que varias tribos iam adorar está pedra, portanto varias seitas e cada tribo tinha a sua   adoração.
Nesse decorrer Maomé foi influenciado por duas religiões que crescia na região que eram os Judeus e o Cristianismo ambos tinham a noção de juízo final, e a volta de um Deus todo poderoso que julgaria a humanidade.
 Maomé que todos os anos retiravam-se para uma caverna este que também era habito de monges e eremitas cristãos, quando completou quarenta anos Maomé recebeu uma revelação na caverna. O anjo Gabriel apareceu com um pergaminho e ordenou a ele que o lesse.
O Corão livro sagrado dos muçulmanos foi escrito depois da morte do profeta Maomé. Após o ocorrido da caverna Maomé começou a pregar em nome de Deus, com suas pregações fez surgir vários inimigos poderosos, com grande intriga ele saiu de Meca e foi para Medina a onde havia vários seguidores e o aceitou suas ideias, esse episodio de saída de Meca e conhecido como “Hegira” que conhecido como rompimento.
Maomé em Medina tornou-se poderoso e influente líder político e religioso conseguiu organizar-se financeiramente, conseguiu tomar Meca está luta que ficou conhecida como “Jihad” e com o decorrer além de Meca conseguiu subjulgar  a Arábia unindo em torno de um só  pais e de uma tradição a islâmica e morreu em 632, após sua morte ocorreu o cisma do Islã quem seria o novo líder, dividido em facões rivais e ideias diferentes, mas mesmo assim no decorrer o islamismo expandiu-se para diferentes partes do globo espalhando pela; Ásia, Arábia, áfrica e chegando a Europa influenciando a cultura da península ibérica. Com muita luta os cristãos conseguiram expulsar os mouros assim denominados.
A cinco principais pilares que norteia a religião islâmica eles são:
1 – Não há outro Deus senão Alá, e Maomé é seu profeta.
2 – Oração deve ser feita cinco vezes ao dia, antes de cada um dos horários fixos.
3 – A caridade é uma taxa sobre a riqueza e a propriedade, de acordo com Maomé está taxa deve ser tirada dos ricos e dada aos pobres.
4 – O Corão proíbe de comer, porco, e bebida alcoólica, e prega que acha o jejum no ramadã.
5 – E todo muçulmano deve uma vez na vida fazer a peregrinação a Meca, lá está o santuário sagrado com a Caaba, todos os anos milhões de islâmicos vão a Meca.





Bibliografia

História ilustrada das cruzadas/ W. B. Bartlett; tradução de Nelson de Almeida Filho. – São Paulo: Ediouro, 2002. – (História Ilustrada).

O livro das religiões/joistein Garder, Victor Hellern, Henry Notaer; tradução Isa Mara Lando; revisão técnica e apendice Antonio Flávio Pierucci: - São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

TIPOS DE RELIGIÃO





Por: Bruno Ferreira


Na História da Humanidade o homem foi constituindo suas culturas e com elas suas crenças a partir daí vai nascendo as religiões a diferentes tipos de religiões e  durante os séculos elas vão se formando em religiões primas, nacionais, mundiais se diferenciando entre opostos como oriente e ocidente e em seus dogmas.
A ciência da religião divide as religiões em três principais tipos ou categorias e com isso acaba dividindo automaticamente em três tipos de sociedade vejamos:

Religiões Primas
Esse tipo de religiões são aquelas denominadas religiões primitivas e que encontram ou encontravam em culturas ágrafas, entre os povos tribais da África, Ásia e America do Norte e do Sul e também na Polinésia.
O que marca essas religiões é a quantidade de deuses e espíritos que controlam a vida humana e seu cotidiano. O culto aos antepassados faz parte da vida religiosa, a vida religiosa e social não dividida e sim fazem parte de um único papel, o sacerdócio não é meramente religioso, mas também um meio de liderança política de uma tribo

Religiões Nacionais
Essas religiões já não existem mais, mas foram àquelas presentes nas civilizações antigas como grega, egípcia e assírio-babilônica. Hoje podemos encontrar algum restos delas presente no xintoísmo japonês.
A ideia dessas religiões e ser politeísta adotando vários deuses e uma hierarquia de atributos e poderes entre eles. E existe permanente um sacerdote que cuida da ligação entre o humano e os deuses, a presente nessas religiões uma mitologia bem estabelecida e desenvolvida, o culto e o sacrifício fazem parte de adoração.

As Religiões Mundiais
Esse tipo de religião teria o objetivo de ser não apenas mundial, mas também universal valendo-se para uso de todas as pessoas. A principal característica religiosa dessas são o monoteísmo, essas religiões que tem como ponto inicial o externo oriente. O individuo nessas religiões tem um significado maior, cria-se uma relação do individuo com Deus e a sua salvação. O sacrifício não está tão presente nessas religiões como nas religiões nacionais, tendo como ponto principal de culto a oração e a meditação. As religiões mundiais ou universais têm como principais fundadores: Móises, Buda, Lao-tse, Jesus, Maomé. Essas religiões acompanham o processo de desenvolvimento da sociedade, e nesse processo religiões Mundiais tornaram-se universais.
A uma diferença religiosa entre polos orientais e ocidentais tendo como principais, no oriente o hinduísmo, o budismo e o taoismo, e no ocidente  o judaísmo, cristianismo e o Islã, vejamos as características principais dessas religiões.



Ocidente
Para a religiões do ocidente a história tem um começo e um fim ou seja tem a visão linear, o mundo foi criado e um dia ele acabara.
O conceito de Deus é o criador  ele é o todo poderoso, único e monoteísta e uma ideia tipicamente ocidental.
A noção de humanidade está no abismo entre Deus e o ser Humano, entre a sabedoria do criador e a ignorância da criatura, um dos grandes pecados e o homem buscar transformar em deus em vez de sujeitar a sua vontade.
A salvação esta presente quando Deus redime o homem do seu pecado, julgando e dando sua sentença, tendo como a gloria a vida eterna.
A ética religiosa e manter-se fiel a Deus obedecendo a vontade divina, abandonando o peado.
O culto está presente nos templos religiosos e consiste em pregar, orar e louvar.



Oriente
A visão histórica para as religiões ocidentais está na visão cíclica do tempo, sendo que o mundo dura sempre.
O conceito de deus e que ele esta presente em tudo ou seja, ele se manifesta em muitas divindades (Politeísmo), ou também como uma força impessoal (panteísmo).
A Noção de humanidade está presente quando o homem pode alcançar a união com o divino mediante ao conhecimento.
A salvação e libertar-se do ciclo de reencarnação da alma, sendo que a graça vem por meio de atos e sacrifício. Nisso a ética religiosa está em ser mansidão e passividade, o culto religioso pode estar em templos ou nos lares e tem a meditação e o sacrifício como métodos.

Bibliografia
O livro das religiões/joistein Garder, Victor Hellern, Henry Notaer; tradução Isa Mara Lando; revisão técnica e apendice Antonio Flávio Pierucci: - São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

O Olho de Hórus




Por: Bruno Ferreira


Conhecido também como o olho que tudo vê, o olho de Hórus está presente desde o antigo Egito até os dias de hoje. Este símbolo existe a aproximadamente 5.000 a.C, sendo poderoso até os dias de hoje.
A história desse símbolo está ligado ao Antigo Egito é ao deus Solar Antropomórfico que envolve uma serie de mitos envolvendo o Sol, sabe-se muito dessa cultura através dos hieróglifos escrita deixada em papiros “pergaminhos” exemplo: Hórus simbolizando o Sol ou a Luz tinha como inimigo o deus Set, este por sua vez simbolizava a escuridão ou as atrevas.
Vale resaltar que até os dias de hoje ocorre em muitas religiões esta briga univeral entre bem e o mal. Segundo a lenda o olho de Hórus foi tirado dele em uma luta com o deus Seth, e foi substituído por um amuleto que o ajudava a ter uma visão, depois de sua recuperação seu olho foi restaurado por Thot. O olho normalmente representando com fortes traços.

A história de Hórus se aproxima em muito com a história de Jesus Cristo vejamos algumas características:
- Sua História foi escrita a 3.000 a.C;
- Nasceu da virgem Isis;
- Seu Nascimento foi acompanhado por Reis.;
- Foi batizado por Anub;
- Era Criança prodígio;
- teve doze discípulos e viajou com eles;
- Conhecido como caminho, verdade e a vida;
- Andou sobre as águas;
- Foi traído por Tifão;
- Foi invejado e considerado rei dos Egípcios;
- Mas sua morte nada tem haver com pregar na cruz, ele sobrevoou o mundo já que era deus com cabeça de Falcão.
Resumindo de forma objetiva este símbolo representado por um olho está associado a uma fonte esotérica e ocultista, sendo que em ultima analise simboliza o poder, riqueza, e vida no além.
Portanto hoje vemos este olho ligado a “sociedades secretas” como Maçonaria, Illuminati e em outras, também hoje utilizado como símbolo esotérico e no combate do olho gordo por supersticiosos.

Nos dias atuais mais encontrado está figura na nota de Dolar no topo da piramide.


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

A Segunda Guerra o Surgimento do Poderio Aéreo




Por: Bruno Ferreira


A segunda Guerra foi a maior guerra da história humana não só por ter englobado vários países, mas também por seu avanço em tecnologia militar outro campo inovador foi o surgimento de uma nova força armada capaz de determinar o futuro de uma guerra, a força aérea, essa teve um papel determinante no conflito capaz de decidir a guerra.
Foi com a forte força aérea  construída por Hitler que ele tomou facilmente a polônia, está  composta por 1.500 aviões, esses aviões visavam destruir as indústrias, linhas de comunicação e estradas dificultando a comunicação e desta forma tomando mais facilmente o território inimigo e deixando o caminho aberto para o exercito alemão.
A reviravolta no ataque aéreo se deu na batalha da Inglaterra onde a Alemanha de Hitler pretendia tomar a ilha com forte fogo aéreo deixando eles fracos e isolados, mas não aconteceu exatamente isso a Inglaterra soube aproveitar a demora do ataque alemão e falta de um ataque nos pontos principais e conseguiu através da RAF evitar que a Inglaterra fosse tomada pelos alemães.
Com o fim da segunda guerra exércitos do mundo inteiro organizaram  para que existisse uma nova força militar a força aérea, a partir de então os aviões deram lugar a jatos supersônicos capaz de quebrar a barreira do som e determinar o futuro de uma guerra em poucos dias.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

5 cartas de amor escritas por personagens históricos





Entre muitas coisas que fizeram parte da vida de muitas pessoas, sem duvida a carta de amor faz parte da história de cada um que viveu o período que as pessoas trocavam cartas em vez de e-mails, vejamos agora fragmentos de cartas de amor de pessoas que entraram para a história como grandes personagens que foram e que sabemos pouco da vida pessoal.
Hoje as cartas não fazem mais parte da nossa vida como meio de comunicação para isso hoje usamos e-mails, telefones celulares, mensagens instantâneas e outros meios tecnologicos mais rapidos e mais seguro.
Vejamos abaixo a pesquisa feita por Marcel Verrumo.

Marcel Verrumo 12 de julho de 2012
Beethoven declarou-se a uma amada imortal, desconhecida até hoje. Napoleão errou a mira e escreveu cartas de amor para uma pretendente infiel. Marx trocou mensagens românticas com sua noiva para driblar as proibições dos pais da moça. Lewis Carroll, escritor de Alice no país das maravilhas, declarou-se para uma menina que conheceu quando ela tinha 9 anos e ele já estava na casa dos 30. Yoko Ono continuou declarando seu amor para John Lennon 27 anos após o cantor ser assassinado.
O História sem fim reuniu cinco cartas de amor de quem marcou a História. São documentos de diferentes épocas, escritos por personagens de diferentes áreas, vivendo em contextos diferentes. Confira como cada um expressou seu amor e conte: qual é sua favorita?

1. De Beethoven para sua Amada Imortal

Após a morte do gênio em 1827, seu assistente, Anton Schindler, encontrou uma carta de amor guardada entre os pertences do compositor. Em 1840, Schindler publicou uma biografia sobre Beethoven e divulgou o material. Somente o dia e o mês estão registrados na carta. O local em que a carta foi escrita e o nome da destinatária – identificada na carta como “Amada Imortal” – não aparecem. A história inspirou o filme “Minha Amada Imortal”, de 1995.
Em 1880, a carta foi comprada pela Biblioteca Estatal de Berlim, onde permanece até hoje. Leia:
“Meu anjo, meu tudo, meu próprio ser – Hoje apenas algumas palavras à caneta (à tua caneta). Só amanhã os meus alugueres estarão definidos – que desperdício de tempo… Por que sinto essa tristeza profunda se é a necessidade quem manda? Pode o teu amor resistir a todo sacrifício embora não exijamos tudo um do outro? Podes tu mudar o fato de que és completamente minha e eu completamente teu? Oh Deus! Olha para as belezas da natureza e conforta o teu coração. O amor exige tudo, assim sou como tu, e tu és comigo. Mas esqueces-te tão facilmente que eu vivo por ti e por mim. Se estivéssemos completamente unidos, tu sentirias essa dor assim como eu a sinto. [...] Nós provavelmente devemos nos ver em breve, entretanto, hoje eu não posso dividir contigo os pensamentos que tive nos últimos dias sobre minha própria vida – Se os nossos corações estivessem sempre juntos, eu não teria nenhum… O meu coração está cheio de coisas que eu gostaria de te dizer – ah – há momentos em que sinto que esse discurso é tão vazio – Alegra-te – Lembra-te da minha verdade, o meu único tesouro, o meu tudo como eu sou o teu. Os deuses devem-nos mandar paz… Teu fiel Ludwig”

2. De Napoleão Bonaparte para Josefina

É como dizem: sorte no front, seca no amor. Napoleão era desses. Até que conheceu Josefina de Beauharnais, viúva de um visconde e seis anos mais velha que ele. Não demorou muito até que o baixinho subisse ao altar com a dama. Enviado para o campo de batalhas, Napoleão declarava em cartas o seu amor pela esposa. O problema é que Josefina não estava na mesmavibe que o cara: além de não retribuir as correspondências, começou a traí-lo. Ao tomar conhecimento do chifre, Napoleão decidiu dar o troco: começou a se relacionar com uma mulher que se disfarçava de homem para lutar. Confira a carta que Napoleão escrevia, enquanto Josefina o traía…
“Já não te amo: ao contrário, detesto-te. És uma desgraçada, verdadeiramente perversa, verdadeiramente tola, uma verdadeira Cinderela. Nunca me escreves; não amas o teu marido; sabes quanto prazer tuas cartas dão a ele e ainda assim não podes sequer escrever-lhe meia dúzia de linhas, rabiscadas apressadamente. Que fazes o dia todo, Madame? Que negócio é assim tão importante que te rouba o tempo para escrever ao teu devotado amante? Que afeição abala e põe de lado o amor, o terno e constante amor que lhe prometeste? Quem será esse maravilhoso novo amante que te ocupa todos os momentos, tiraniza seus dias e te impede de dedicar qualquer atenção ao teu esposo? Cuidado, Josefina: alguma bela noite as portas se abrirão e eu surgirei. Na verdade, meu amor, estou preocupado por não receber notícias tuas; escreve-me neste instante quatro páginas plenas daquelas palavras agradáveis que me enchem o coração de emoção e alegria. Espero poder em breve segurar-te em meus braços e cobrir-te com um milhão de beijos, candentes como o sol do Equador. Bonaparte”

3. De Karl Marx para sua esposa Jenny von Westphalen

O intelectual alemão escreveu cartas à mulher que viria a ser sua esposa e mãe de seus filhos, Jenny von Westphalen, filha de um barão da Prússia. Os dois se conheceram ainda na universidade e, para driblar a proibição familiar de namorar, mantiveram durante anos uma relação de amor por meio de cartas. Confira uma delas.
“Meu amor, enquanto nos separa um espaço, estou convencido de que o tempo é para o meu amor como o sol e a chuva são para uma planta: fazem crescer. Basta você ir, meu amor por você apresenta-se a mim como ele realmente é: gigantesco; e nele se concentra toda minha energia espiritual e toda a força dos meus sentidos …. Você vai sorrir, meu amor, e te perguntarás por que eu caí na retórica. Mas se eu pudesse pressionar contra o meu coração o seu, puro e delicado, guardaria em silêncio e não deixaria escapar nem uma só palavra.”
4. De Lewis Carroll para Gertrude Chataway

Gertrude Chataway foi a mais importante criança que o escritor Lewis Carroll teve como amiga.O poema A caça ao Snark, inclusive, é dedicado a ela e aberto com um acróstico com seu nome. Biógrafos de Carroll, conhecido por escrever Alice no país das maravilhas, revelam que ele conheceu a garota quando ela tinha apenas 9 anos e que, desde então, os dois mantiveram uma amizade que se estendeu até a vida adulta. Meio estranho? Espere até ler a carta.
“Minha querida Gertrude, você vai ficar admirada, surpresa, desolada ao saber que terrível indisposição eu senti quando você partiu. Mandei chamar um médico e lhe disse: ‘Dê-me um remédio contra o cansaço porque eu estou cansado’. Ele me respondeu: ‘Nunca! Você não precisa de remédio! Se você está cansado, vá para a cama!’ ‘Não’, repliquei, ‘não se trata desse tipo de cansaço que passa quando se deita. Eu estou cansado no rosto.’ Ele ficou muito sério e depois disse: ‘Sim, estou vendo, é seu nariz que está cansado; e isso acontece por que você mete o nariz em tudo’. E eu respondi: ‘Não, não é bem o nariz. Talvez tenha sido um gole de ar’. Então ele fez uma expressão de espanto e disse: ‘Agora estou entendendo: naturalmente você tocou muitas árias em seu piano’. ‘De forma nenhuma, protestei. Nada de árias, mas de alguma coisa que fica entre o meu nariz e o meu queixo’. Aí ele ficou muito sério e perguntou: ‘Ultimamente você tem andado muito com seu queixo?’ Eu disse: ‘Não’. ‘Bem!’ disse ele, ‘isso me preocupa muito. Não sente alguma coisa nos lábios? ‘Claro!’ exclamei. É exatamente isso que eu sinto!’ Então ele ficou mais sério do que nunca e disse: ‘Acho que você andou dando muitos beijos’. ‘Bem’, respondi, ‘na verdade eu dei um beijo numa menininha que é muito minha amiga.’ ‘Pense bem’. disse ele, ‘você tem certeza de que foi somente um?’ Eu pensei bem e disse: ‘Talvez tenham sido onze’. Então o doutor respondeu: ‘Você não deve dar nenhum beijo até que seus lábios tenham descansado bastante’. ‘Mas o que devo fazer’, repliquei, ‘se ainda estou devendo a ela cento e oitenta e dois beijos?’ Nessa hora ele ficou tão triste, mas tão triste, que as lágrimas começaram a rolar em seu rosto. E ele disse: ‘Você pode enviálos numa caixa’. Então eu me lembrei de uma pequena caixa que eu havia comprado em Dover, pensando em poder um dia oferecê-la a uma menininha. Por isso é que eu lhe envio essa caixa depois de ter colocado nela todos os meus beijos. Diga-me se eles chegaram bem, ou se algum se perdeu pelo caminho.”

5. De Yoko Ono para John Lennon

Às vésperas do 27º aniversário de morte de Lennon, Yoko Ono escreveu em seu blog uma declaração de amor para o músico. Ora dirigindo-se a John, ora ao leitor, Ono pediu Paz, como fizera anos antes ao lado do cantor, lutando pelos direitos das mulheres, dos trabalhadores e pelo fim da Guerra do Vietnã. Falou das saudades, do vazio ao olhar para a cama vazia, do filho órfão. Falou da dor de amar quem não está ao nosso lado.
“Sinto saudades, John. 27 anos se passaram e ainda desejo poder voltar no tempo até aquele verão de 1980. Lembro-me de tudo – dividindo nosso café da manhã, caminhando juntos no parque em um dia bonito, e ver sua mão pegando a minha – que me garantia que não deveria me preocupar com nada, porque nossa vida era boa. Não tinha ideia de que a vida estava a ponto de me ensinar a lição mais dura de todas. Aprendi a intensa dor de perder um ser amado de repente, sem aviso prévio, e sem ter o tempo para um último abraço e a oportunidade de dizer “Te amo” uma última vez. A dor e o choque de perder você tão de repente está comigo a cada momento de cada dia. Quando toquei o lado de John na nossa cama na noite de 08 de dezembro de 1980, percebi que ainda estava quente. Esse momento ficou comigo nos últimos 27 anos – e vai ficar comigo para sempre. Ainda mais difícil foi ver o que foi tirado de nosso lindo filho Sean. Ele vive com uma raiva silenciosa por não ter seu pai, a quem ele tanto amava e com quem compartilhou sua vida. Eu sei que não estamos sozinhos. Nossa dor é compartilhada com muitas outras famílias que sofrem por serem vítimas de violência sem sentido. Esta dor tem de parar. Não percamos as vidas daqueles que perdemos. Juntos, façamos o mundo um lugar de amor e alegria e não um lugar de medo e raiva. Este dia em que se comemora a morte de John, tornou-se cada vez mais importante para muitas pessoas ao redor do mundo como um dia para lembrar a sua mensagem de Paz e Amor e fazer o que cada um de nós podemos fazer para curar este planeta que nos acolhe. Pensem em Paz. Atuem em paz. Compartilhem a Paz. John trabalhou para ele toda a sua vida. Ele costumava dizer: “Sem problemas, somente soluções”. Lembre-se, estamos todos juntos. Podemos fazê-lo, devemos. Eu te amo! Yoko Ono Lennon.”
 E aí, quem mais mexeu com seu coração?