Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

O Culto ao Corpo ao longo da História




Por: Bruno Ferreira

O começo do culto a forma física perfeita surge na Grécia onde a preocupação com a forma física era de extrema importância para os gregos que buscavam ter uma capacidade intelectual e física tendo como lema “mens sana in corpore sano” (mente saudável em corpoo).
Após a Era Clássica, na Idade Média, as questões estéticas e o físico ficaram relegados ao segundo plano. Durante essa época, o corpo foi tratado pela sociedade de forma discreta, com todo o decoro exigido pelas crenças religiosas, e de acordo com as leis divinas.
Apenas com a chegada da burguesia ao poder no século XVIII e que o papel do corpo volta a ter destaque na sociedade européia ocidental
De acordo com o psicólogo Fernando de Almeida Silveira, doutor em Filosofia e professor da Universidade Federal de São Paulo, com a queda da aristocracia européia, a burguesia foi se auto-afirmando por meio de uma nova relação corpo-essência. "Se os nobres tinham suas origens genealógicas como diferencial, a burguesia passou a desenvolver a noção de um corpo disciplinado, saudável e longevo para se destacar tanto da aristocracia decadente quanto do proletariado promíscuo e desregrado".
Outro fator que fez o corpo ser levado como destaque na sociedade ocidental foi o motivo da ascensão do sistema capitalista que buscava que visava a busca de um corpo capaz de fornecer uma maior produtividade pouco tempo depois meados do século XIX surge as primeiras escolas de ginástica européia, que difundia a idéia de um corpo saudável por meio de ginástica.
No século XXI o crescimento da mídia fez surgir à indústria da beleza que produz novos padrões de beleza a sociedade tornando-se obsessão em todo mundo principalmente nas classes mais ricas. Hoje cada vez mais pessoas buscam formas de transformar o físico, em busca da perfeição de acordo com os padrões.

Segundo Alviano, essa intensificação do culto à estética já traz danos notórios para a sociedade. "Doenças como anorexia, bulimia e vigorexia [transtorno caracterizado pela prática de exercícios físicos em excesso] tomaram um vulto assustador. Muitos colocam suas vidas em risco, consumindo remédios para emagrecer e anabolizantes ou até mesmo fazendo cirurgias desnecessárias
Para o psicólogo Fernando de Almeida Silveira, o maior prejuízo da valorização exagerada da boa aparência é o fortalecimento da concepção de corpo-objeto. "As pessoas passaram a enxergar o corpo hoje como uma coisa moldável, conforme certos padrões estéticos, fomentados por uma pressão social de classe. Nesse sentido, o físico, os sentidos e a alma são massificados por conta dessa ditadura de idealização da beleza". Alviano completa: "Com essa transformação do corpo em coisa, o próprio indivíduo se reduziu a um objeto, que só possui valor como ostentação dentro dos padrões preestabelecidos".
Portanto a busca por um corpo idéia se faz cada vez mais presente na mídia nessa busca a de haver cuidados para que não se torne uma doença ou um exagero, por outro lado faz nascer entre os estudiosos um sentimento de exclusão para com aqueles que não pratica a busca de um corpo perfeito excluindo pessoas de grande inteligência dos meios de convívio e impondo padrões de beleza em lugar de padrões de inteligência, por fim o melhor corpo ideal e estar bem consigo mesmo.

Bibliografia
http://www.metodista.br/cidadania/numero-59/a-sociedade-do-culto-ao-corpo-perfeito


Um comentário:

  1. Olá!
    Fiquei muito feliz em conhecer o seu blog.
    Gosto muito de ler textos e poemas, isso faz com que eu cresça cada dia mais.
    A vida se torna interessante, à medida que encontramos pessoas como você.
    Grande abraço
    Se cuida

    ResponderExcluir