Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

domingo, 8 de janeiro de 2012

A Reforma e Contra Reforma


A Reforma e Contra Reforma



Por: Bruno Ferreira

Martinho Lutero em 31 de outubro de 1517 afixou um documento com 95 teses na porta da igreja da cidade de Nuremberg tratava de um protesto contra a igreja católica e a venda de indulgencia, esse ato foi catalizador de um movimento que propunha a reforma da igreja católica.
Lutero continuou a atacar a igreja católica e muitos dos seus dogmas e mais tarde Martinho fundou uma igreja autônoma. Os seus ensinamentos agradaram os príncipes da Alemanha que se opunham ao domínio imperial, eles escreveram uma carta contra o imperador e a favor de Lutero aos poucos os estados autônomos da Alemanha foram adotando o luteranismo o imperador não foi capaz de vencer os reinos rebeldes, e mais tarde o imperador Carlos V foi forçado a assinar o tratado de  paz a onde ele passou a tolerar o Luteranismo.
Lutero a apesar de ser sempre a favor de suas idéias tinha horror da violência que seu grupo pregava, surgiram outros reformadores com idéias mais violentas como João Calvino esse firmou suas idéias na escócia e nos países baixos, e nesse meio termo o Luteranismo se espalhava da Alemanha para a Escandinávia, desta forma a igreja católica estava diante de uma crise.
A contrareforma
O catolicismo sobreviveu apesar das varias crises e reformulou sua doutrina como também sua política esse episodio era conhecido como contrareforma, a igreja reformou antigas ordens religiosas e criou novas conhecidos como jesuítas que estabeleceu influenciam nas escolas.
Outro fator que fez o protestantismo aumentar rapidamente foi o uso da imprensa e na edição de varias bíblias que possibilitou melhor entendimento da palavra de Deus e um enfraquecimento do poder do padre nas suas comunidades a conversão para o protestantismo foi muita rápida com esse novo conhecimento.


Nenhum comentário:

Postar um comentário