Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

sábado, 3 de março de 2012

A evolução


 Evolução

É o processo pelo qual ocorrem mudanças ou transformações nos seres vivos ao longo do tempo para melhor se adaptarem ao ambiente onde vivem. Atualmente existem duas teorias distintas que tentam explicar a origem da vida: o Criacionismo e o Evolucionismo.
Na primeira abordagem, entende-se que os seres vivos foram criados perfeitamente adaptados ao ambiente, tendo permanecido inalterados desde o início da criação. No século XIX, o criacionismo veio a ser duramente contestado pelos geólogos, porque estes descobriram que a Terra passa por grandes modificações de relevo e clima, o que interfere diretamente nas adaptações dos seres.
O evolucionismo cresceu através de estudos paleontológicos que se utilizaram fósseis para explicar a evolução. Porém este estudo mostrou-se bastante incompleto, pois algumas espécies não deixaram registros de sua existência.

Lamarckismo

As Idéias de Lamarck

Jean-Baptiste Lamarck propôs, em 1809, que as espécies poderiam evoluir, ou seja, transformar-se ao longo do tempo, e que nesse processo dois princípios fundamentais atuariam:

LEI DO USO E DESUSO: o uso de determinadas partes do corpo faz com que estas se desenvolvam e o desuso faz com que se atrofiem.

LEI DA TRANSMISSÃO DE CARACTERÍSTICAS ADQUIRIDAS: as alterações provocadas em determinadas características do organismo, pelo uso ou desuso, são transmitidas aos descendentes.

Lamarck utilizou vários exemplos para explicar sua teoria. Segundo ele, para alcançar o alimento no alto das árvores, as girafas precisavam esticar o pescoço, que cresceu ao longo do tempo. Essa característica foi transmitida aos descendentes.

A anatomia e embriologia comparadas são evidências de que as espécies evoluem, pois mostram semelhanças entre órgãos de seres diferentes, explicadas pela existência de um ancestral comum; esse estudo pode ser realizado através de órgãos vestigiais (órgãos encontrados com tamanho reduzido em alguns organismos e com tamanho maior em outros, indicam parentesco evolutivo). Atualmente com o avanço da Biologia Molecular, pode-se analisar o parentesco entre as espécies a partir da semelhança de suas moléculas de DNA ou de proteínas.
Darwinismo

As Idéias de Darwin

Charles Darwin propôs, em 1859, que as espécies evoluem por seleção natural, o que é aceito atualmente como parte da teoria evolutiva.
Darwin observou que os indivíduos de uma população não são idênticos entre si e que há luta pela vida com sobrevivência dos mais aptos. Isso mantém o número de indivíduos mais ou menos constante. Essa luta significa disputa por vários recursos do meio, vencendo os indivíduos com adaptações mais vantajosas. O ambiente atua como um agente que seleciona as formas com características mais vantajosas. Além de observações na natureza, também argumentou que diferenças entre raças de cães surgiam por seleção artificial, ou seja, o homem seleciona os melhores cães para reprodução e quais devem ser preservados.
Darwin explicou o caso das girafas: entre elas havia diversidade, que podia ser transmitida para a prole. Animais com pescoço mais longo tinham mais condições de sobrevivência.
Texto: Prof. Fernanda Pavani Siolla Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário