Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

sábado, 7 de julho de 2012

Transformações dos Padrões Burgueses




Por: Bruno Ferreira


A transformação do padrão burguês vem ocorrendo desde o século XVIII, mas ganha força no século XX com a formação e consolidação das instituições que são sindicatos, igrejas e a escolas como meios de produção ideológica da burguesia mas com o advento de novas tecnologias outras formas de reprodução ideológica tomam o sena política.
Com o advento de novas tecnologias como radio, TV e filmes são usados pela burguesia para passar o ideal de vida e felicidade para manter a grande massa da população alienada ao processo cultural, social e político.
Os filmes transmitem aos jovens o padrão de amor, felicidade, família e ideologicamente também as novelas contribuem para isso nas TVs contribuindo para manter a maioria da população alienada historicamente não sabendo como funciona a trajetória do trabalhador e venda da sua produção para o burguês desconhecendo a exploração trabalhista.
Nesse decorrer a educação, sindicatos e igrejas foram deixadas de lado na educação vemos que foi desvalorizada transformada em uma grande massa semi-analfabeta para deste modo manter a ordem  burguesa capitalista, os sindicatos foram deixados de lado no processo de formação do ser social e da família contribuindo para o aumento de diversas crises sociais, a igreja perde seu valor social de transformar a massa em verdadeiros cordeirinhos, por um lado foi bom a perda do poder do padre coagente da ardem burguesa por outra o lar perde a ideologia cristã e ganha uma forma capitalizada com novas seitas cristãs os conhecidos como evangélicos.
Por fim a burguesia busca ao longo do tempo transformar a grande parte da população alienada do modo que os convém, os burgueses tornam-se detectores da história, conhecedores do processo, destruindo a família, a sociedade e valores sociais tudo isso em nome do lucro capitalista.

Um comentário:

  1. Meus parabéns pelo texto, muito bem feito com ótimos pontos abordados!
    VALEU!

    ResponderExcluir