Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Eric Hobsbawm por Bruno Ferreira

   

Historiador Eric Hobsbawm morre aos 95 anos


Por: Bruno Ferreira




Falar sobre história sempre foi uma paixão, sabendo que esse campo do saber é muito difícil é complicado, pois trabalha com varias demandas humanas como religião, cultura e  política entre outras.
Ser historiador  é um orgulho e um desafio, sabendo que temos limites e nem sempre e que nem sempre sabemos de tudo, pois não somos uma enciclopédia, hoje morreu um dos grandes historiadores da humanidade esse que deixa um larga e extensa obra no campo historiográfico   "A Era das Revoluções", "Era do Capital", "A Era dos Impérios" e "Era dos Extremos", traduzida a mais de 40 idiomas.
Sem duvida a história está de luto pra quem quem estuda ou estudara a história essa pessoa  tem que ler a história de Hobsbawm esse que rompeu  com uma história meramente memorialista e trabalha a história como uma verdadeira ciência humana, Hobsbawm sem duvida é uma personalidade do século XX.
            Nascido em família judia na cidade de Alexandria, no Egito e depois passou a viver em Viena Áustria e mais tarde Berlim na Alemanha com a chegada de Hitler ao poder a família de Hobsbawm foi para Londres em 1933, Hobsbawm seguiu seus estudos e foi graduado em  em Cambridge, além de adotar a cidadania britânica.
            Em sua vasta obra ele tratou de vários temas como a ascensão do Estado-nação, movimentos revolucionários, a história contemporânea em geral e até, em uma de suas obras, fez uma história social do jazz.
            Por ter sido membro do partido comunista sofria constante agressões ideológicas ainda mais após a violência cometida pela U.R.S.S e a queda do socialismo, apesar disso afirmava que nunca foi a favor da Rússia mas que o sistema soviético representava um avanço maior para humanidade do que o capitalismo.
            Chegou a vir ao Brasil em 2003 para a então primeira edição do flip que é a “Festa Literária do Festival de Paraty”na ocasião falou de sua autobiografia “Tempos Interessantes”.
            Hobsbawm não ficou conhecido ou famoso por que ele escreveu sobre a história mas como ele inovou a falar sobre a história falando escrevendo sobre ele no campo econômico e social, Tornou-se membro da Academia Britânica, em 1978, e foi premiado com a Ordem dos Companheiros de Honra, em 1998, e lecionou em importantes universidades como Cambridge, universidade londrina de Birkbeck, professor convidado na Universidade de Stanford, Universidade de Corne seu ultimo livro foi "Como Mudar o Mundo - Marx e o Marxismo", lançado em 2011. (Com agências).
            Do ponto de vista pessoal Erick Hobsbawm fez parte da minha formação como professor e historiador apresentado por meus mestres, sem duvida para falar sobre a história tem que citar Hobsbawm, pois soube romper com a velha história memorialista que tanto e idolatrada e cheia de nostalgia em institutos históricos pelo Brasil e mundo, por fim são para poucos mas sem duvida Erick Hobsbawm que nasceu 1917 e morreu 2012 entrara para a história.
            
Fonte da Noticia
http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2012/10/01/historiador-eric-hobsbawm-morre-aos-95-anos.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário