Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Revolução Francesa



Por: Bruno Ferreira


A revolução Francesa é um dos grandes acontecimentos históricos que marcaram a superação do feudalismo pelo capitalismo. É  tradicionalmente utilizada para assinalar o inicio da Idade Contemporânea.
Liderada pela burguesia, o movimento contou com a participação de vários grupos sociais: a população miserável das cidades, os pequenos produtores e comerciantes, os camponeses explorados pela servidão etc.
Ao final do longo processo revolucionário, destruído a decadente estrutura do Antigo Regime (monárquico), a burguesia chegou ao poder e acabou com o privilegio de nascimento da nobreza. Mas, em seu lugar, colocou o privilegio social do dinheiro, da  conquista de riqueza econômicas.
Para entender o processo revolucionário francês, vamos conhecer a situação social, econômica e política da França no final do século XVIII.
Havia na frança uma sociedade totalmente desigual e privilégios a sociedade francesa era baseada em estamentos sociais, ou seja, a sociedade francesa era segmentada em primeiro estado o clero, segundo estado a nobreza e o terceiro estado a burguesia a nascente classe que queria fazer parte do poder político, mas o sistema não permitia, ocorre nesse mesmo período crises econômicas, na agricultura e industria e nas finanças.
            A partir dessa situação ocorre revoltas o rei Luiz XVI cria a assembleia dos Estados Gerais, mas não favorecia a burguesia a reunião de uma assembleia constituinte foi o passo seguinte tomado pela burguesia, logo o rei foi tomar a assembleia ai ocorre a principal revolta a tomada da Bastilha.
            Ocorre ai o fim do regime feudal e nascimento de uma nova ordem na frança composta por três grupos políticos os girondinos apoiado pela alta burguesia, os jacobinos pela media burguesia, e o grupo da planície que representava o centro e era apoiado pela burguesia financeira, Luiz XVI foi levado a julgamento e julgado por traição à pátria foi condenado por conspiração.
Mesmo com o apoio dos girondinos, Luís XVI foi julgado e guilhotinado em janeiro de 1793. A morte do rei trouxe uma série de problemas como revoltas internas e uma reorganização das forças absolutistas estrangeiras.  Foram criados o Comitê de Salvação Pública e o Tribunal Revolucionário (responsável pela morte na guilhotina de muitas pessoas que eram consideradas traidoras da causa revolucionária).
Esse período ficou conhecido como “Terror”, ou “Grande Medo“, pois os não jacobinos tinham medo de perder suas cabeças.
Começa uma ditadura jacobina, liderada por Robespierre. Durante seu governo, ele procurava equilibrarem-se entre várias tendências políticas, umas mais identificadas com a alta burguesia e outras mais próximas das aspirações das camadas populares. Robespierre conseguiu algumas realizações significativas, principalmente no setor militar: o exército francês conseguiu repelir o ataque de forças estrangeiras.
Durante o governo dele vigorou a nova Constituição da República (1793) que assegurava ao povo:
- Direito ao voto
- Direito de rebelião
- Direito ao trabalho e a subsistência
- Continha uma declaração de que o objetivo do governo era o bem comum e a felicidade de todos.
Quando as tensões decorrentes da ameaça estrangeira diminuíram, os girondinos e o grupo da planície uniram-se, contra Robespierre que sem o apoio popular foi preso e guilhotinado em 1794. Após a sua morte, a Convenção Nacional foi controlada por políticos que representavam os interesses da alta burguesia. Com nova orientação política, essa convenção decidiu elaborar outra constituição para a França.
A nova constituição estabelecia a continuidade do regime republicano que seria controlado pelo Diretório (1795 – 1799). Neste período houve várias tentativas para controlar o descontentamento popular e afirmar o controle político da burguesia sobre o país. Durante este período, a França voltou a receber ameaças das nações absolutistas vizinhas agravando a situação.
Nessa época, Napoleão Bonaparte ganhou prestígio como militar e com o apoio da burguesia e do exército, provocou um golpe. Em 10/11/1799, Napoleão dissolveu o diretório e estabeleceu um novo governo chamado Consulado. Esse episódio ficou conhecido como 18 Brumário.Com isso ele consolidava as conquistas da burguesia dando um fim para a revolução.
Portanto podemos concluir que a burguesia chegou ao poder, mas foi parte dela a burguesia conhecida  como girondinos que representa a alta burguesia, a baixa burguesia teve sua chance com Robespierre e não soube aproveitar, e sim passou um grande medo na população com a morte de mais de 10 mil mortes em guilhotinas, surge Napoleão que veio para evitar um possível ascensão de setores ligados aos Jacobinos, baixa burguesia ou mesmo dos antigos monarquistas, com isso Napoleão consolidou as conquistas da burguesia e abriu caminho para o desenvolvimento capitalista francês, encerrando o ciclo revolucionário, mas de um modo geral a revolução Francesa representou um marco para história contemporânea pois muda o sistema existente para um novo modo político de organização da sociedade baseado através de uma nova classe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário