Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

TIPOS DE RELIGIÃO





Por: Bruno Ferreira


Na História da Humanidade o homem foi constituindo suas culturas e com elas suas crenças a partir daí vai nascendo as religiões a diferentes tipos de religiões e  durante os séculos elas vão se formando em religiões primas, nacionais, mundiais se diferenciando entre opostos como oriente e ocidente e em seus dogmas.
A ciência da religião divide as religiões em três principais tipos ou categorias e com isso acaba dividindo automaticamente em três tipos de sociedade vejamos:

Religiões Primas
Esse tipo de religiões são aquelas denominadas religiões primitivas e que encontram ou encontravam em culturas ágrafas, entre os povos tribais da África, Ásia e America do Norte e do Sul e também na Polinésia.
O que marca essas religiões é a quantidade de deuses e espíritos que controlam a vida humana e seu cotidiano. O culto aos antepassados faz parte da vida religiosa, a vida religiosa e social não dividida e sim fazem parte de um único papel, o sacerdócio não é meramente religioso, mas também um meio de liderança política de uma tribo

Religiões Nacionais
Essas religiões já não existem mais, mas foram àquelas presentes nas civilizações antigas como grega, egípcia e assírio-babilônica. Hoje podemos encontrar algum restos delas presente no xintoísmo japonês.
A ideia dessas religiões e ser politeísta adotando vários deuses e uma hierarquia de atributos e poderes entre eles. E existe permanente um sacerdote que cuida da ligação entre o humano e os deuses, a presente nessas religiões uma mitologia bem estabelecida e desenvolvida, o culto e o sacrifício fazem parte de adoração.

As Religiões Mundiais
Esse tipo de religião teria o objetivo de ser não apenas mundial, mas também universal valendo-se para uso de todas as pessoas. A principal característica religiosa dessas são o monoteísmo, essas religiões que tem como ponto inicial o externo oriente. O individuo nessas religiões tem um significado maior, cria-se uma relação do individuo com Deus e a sua salvação. O sacrifício não está tão presente nessas religiões como nas religiões nacionais, tendo como ponto principal de culto a oração e a meditação. As religiões mundiais ou universais têm como principais fundadores: Móises, Buda, Lao-tse, Jesus, Maomé. Essas religiões acompanham o processo de desenvolvimento da sociedade, e nesse processo religiões Mundiais tornaram-se universais.
A uma diferença religiosa entre polos orientais e ocidentais tendo como principais, no oriente o hinduísmo, o budismo e o taoismo, e no ocidente  o judaísmo, cristianismo e o Islã, vejamos as características principais dessas religiões.



Ocidente
Para a religiões do ocidente a história tem um começo e um fim ou seja tem a visão linear, o mundo foi criado e um dia ele acabara.
O conceito de Deus é o criador  ele é o todo poderoso, único e monoteísta e uma ideia tipicamente ocidental.
A noção de humanidade está no abismo entre Deus e o ser Humano, entre a sabedoria do criador e a ignorância da criatura, um dos grandes pecados e o homem buscar transformar em deus em vez de sujeitar a sua vontade.
A salvação esta presente quando Deus redime o homem do seu pecado, julgando e dando sua sentença, tendo como a gloria a vida eterna.
A ética religiosa e manter-se fiel a Deus obedecendo a vontade divina, abandonando o peado.
O culto está presente nos templos religiosos e consiste em pregar, orar e louvar.



Oriente
A visão histórica para as religiões ocidentais está na visão cíclica do tempo, sendo que o mundo dura sempre.
O conceito de deus e que ele esta presente em tudo ou seja, ele se manifesta em muitas divindades (Politeísmo), ou também como uma força impessoal (panteísmo).
A Noção de humanidade está presente quando o homem pode alcançar a união com o divino mediante ao conhecimento.
A salvação e libertar-se do ciclo de reencarnação da alma, sendo que a graça vem por meio de atos e sacrifício. Nisso a ética religiosa está em ser mansidão e passividade, o culto religioso pode estar em templos ou nos lares e tem a meditação e o sacrifício como métodos.

Bibliografia
O livro das religiões/joistein Garder, Victor Hellern, Henry Notaer; tradução Isa Mara Lando; revisão técnica e apendice Antonio Flávio Pierucci: - São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

Um comentário:

  1. Excelente texto. Informações acerca da história das religiões no mundo e como o homem foi se firmando em cada religião de acordo com sua vivência e cultura. Creio que todos deviam conhecer suas religiões e o nascimento de sua crença e ideias. Conhecer história é ter uma base daquilo que vivemos hoje no mundo: crença, cultura, etc.
    Como sabemos, é inadmissível conteúdos discriminatórios dentro do patamar religioso, uma vez que o objetivo da religião é unir e falar sobre o amor para as pessoas.

    ResponderExcluir