Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

quarta-feira, 28 de março de 2012

A História do Futebol No Brasil





Por: Bruno Ferreira


O Esporte que nasceu na Inglaterra chegou ao Brasil por meio de Charles Miller, o inicio do futebol era praticado pela aristocracia brasileiro e apenas brancos jogavam o esporte, a maioria dos clubes eram fundados por estrangeiros que vieram para o Brasil, na década de 20 os negros começaram ser aceitos nos times o Vasco clube do Rio de janeiro foi o primeiro time de grande porte a vencer um campeonato tendo em seu elenco grande parte de jogadores negros.
Durante o Governo do Presidente Getulio Vargas foi feito um grande esforço para aumentar o futebol no pais tantos esforços fez com que o Brasil tivesse o campeonato mundial de futebol em 1950 o Brasil chegou a final contra o uruguay mas perdeu em pleno maracanã  o então maior estádio do mundo.
O Brasil só veio a ganhar um campeonato mundial em 1958 pela seleção, com um time comandado pelos negros Didi e Pelé, pelo mulato Garrincha e pelo capitão paulista Bellini, ratificou o futebol como principal elemento da identificação nacional, já que reúne pessoas de todas as cores, condições sociais, credos e diferentes regiões do país, esse campeonato que foi realizado na Europa fez com que o Brasil fosse visto com um dos melhores times do mundo. E entrando para a história com a incrível revelação pele.
A Seleção Brasileira de Futebol é um dos principais times nacionais de futebol do mundo. Maior vencedor da Copa do Mundo FIFA, com cinco títulos, o Brasil é conhecido por sua camisa nas cores amarela e verde, com shorts azuis e meias brancas, as quatro cores da bandeira nacional. Pelo fato da camisa ser predominantemente amarela, a Seleção Brasileira também é tratada como seleção canarinho.
No Brasil hoje ocorre competições nacionais e estaduais sendo para muitos um seleiro de craques e exportação de jogadores para o mundo a ultima copa que o Brasil foi campeão foi de 2002 entrando para a história com um dos melhores times da história do fubebol em 2006 e 2010 o Brasil não ganhou o campeonato mais esteve sempre os primeiro colocados, dentro do pais do futebol existe grandes times e tem uma das ligas de futebol mais disputada do mundo o maior campeão brasileiro é Palmeiras e Santos com 8 títulos cada esses dois times fazem parte de vários outros que ganharam títulos mundiais e nacionais.
Em 2014 o pais do futebol será novamente a casa do então esporte mais popular da terra, modernizando dessa forma os estádios e o modelo brasileiro de fazer o espetáculo do futebol mas jamais mudando a forma de jogar do futebol arte.
Portanto o esporte que popularizou-se na terra é só foi possível ser popular graças a sua forma simples de jogar, tendo apenas uma bola e alguns amigos e um espaço aberto pode se jogar o futebol de forma a brincar sem violência mas com inteligência e carisma que o esporte oferece aos que sabem joga-lo prova disso é os muitos craques brasileiros que vendem sua forma de jogar bola aos melhores times do mundo e ganham milhões.


sábado, 24 de março de 2012

O ouro Negro: Café



Por: Bruno Ferreira

Após a década de 1840 o ouro preto como era chamado assim o café saiu do vale do Paraíba região de solo com muitas erosões e entrou em outras regiões do Brasil como o oeste paulista, desde campinas até Ribeirão Preto incluindo Sorocaba e a região Mogiana.
Repetindo em todas as regiões o modo e a estrutura de cultivo o plantation, ou seja, grande propriedade monocultura, mão de obra escrava negra e produção voltada à exportação de 1840 a 1889 o café brasileiro ganhou o mundo chegando a ter metade do mercado mundial de café.
O um dos grandes fatores que fez o café crescer tanto no Brasil era a mão de obra escrava e ansioso por causa do esgotamento do ouro na região das Minas Gerais, ouve no decorrer do aumento da produção um fator externo que favoreceu o Brasil os Estados unidos criou o habito de tomar café aumentando a produção brasileira.
Nesse processo quanto mais aumentava a produção  por causa da demanda externa, mais a economia brasileira se apoiava na produção e exportação de café, iniciando um novo ciclo de monocultura no Brasil e também construindo novamente os vícios do passado obrigando a economia do pais depender apenas de uma fonte econômica.
Nesse decorrer o Brasil se desenvolveu o setor de transportes como ferroviário especialmente na região do sudeste por causa das lavouras de café nesse tempo tambem o mundo se industrializava e para acompanhar esse compasso do desenvolvimento o Brasil buscou o mesmo, os fazendeiros buscaram construir fabricas na capital paulista, nesse movimento de crescente desenvolvimento brasileiro gerado através do café, um dos empresários que destacou no decorrer foi Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá a frente do seu tempo ele foi o homem mais rico e poderoso do Brasil depois do Imperador, criando entre dois um conflito de vaidades e intrigas. As fabricas do Barão de Maua e seus estaleiros foram sabotados.
A riqueza do café gerada no século XIX e até o começo do século XX acabou quando a bolsa de valores de Nova York quebra gerando assim crise no mundo inteiro e consequentemente no Brasil, essa crise e conhecida como a crise de 1929, o presidente da época Getulio Vargas manda queimar o Café, pois havia superprodução e grande estoque e tambem não havia nenhum comprador já que a crise fez com que os Estados Unidos não compra-se mais o produto.
Portanto apesar da crise o Brasil e o mundo superaram e conseguiu levar o capitalismo a uma nova etapa de desenvolvimento, o café, portanto foi o grande marco  do processo de desenvolvimento e construção do capitalismo no Brasil.

quarta-feira, 21 de março de 2012

A morte de Osama Bin Laden



A morte de Osama Bin Laden, em 2011, pôs fim ao terrorismo mundial?

http://www.alunosonline.com.br/historia/turcos-ou-turco-otomanos.html
Usämah Bin Muhammad Bin Àwad Bin Lädi, mais conhecido como Osama Bin Laden, a partir do dia 11 de setembro de 2001, saiu do anonimato para se tornar o inimigo público número 1. Mas quem é Bin Laden? Um terrorista? Ou um psicopata? Um fanático religioso? Ou um homem de verdades profundas? As respostas a essas perguntas variam de acordo com as perspectivas políticas e religiosas das pessoas que as respondem.
Osama Bin Laden nasceu na Arábia Saudita, o dia e o mês não são bem definidos pelos estudiosos, mas o ano de seu nascimento foi 1957. Filho de Mohammed Bin Laden, um milionário do ramo da construção civil, Osama estudou engenharia na Universidade de King Abdul Aziz, na Arábia Saudita. Posteriormente, iniciou profundos estudos sobre o islamismo, sendo que um de seus professores foi Abdullah Azzam, um dos fundadores do grupo terrorista Al Qaeda.
Após conhecer Azzam, Osama partiu para o Paquistão para conhecer a resistência mulçumana contra os comunistas soviéticos que tinham invadido o país. A partir de então, passou a engajar na chamada “guerra santa” mulçumana contra os soviéticos. O principal fato que levou Osama a voltar-se contra os EUA foi a invasão militar norte-americana ao Iraque, no ano de 1991.
Posteriormente à Guerra do Iraque, em 1991, Bin Laden passou a organizar militarmente a Al Qaeda, financiando o Taliban (grupos de radicais islâmicos), que tomou o poder no Afeganistão. A Al Qaeda e Bin Laden foram recebidos de braços abertos pelo governo afegão.
No dia 11 de setembro de 2001, Osama e a Al Qaeda organizaram uma série de atentados contra a população civil norte-americana, fato mundialmente conhecido como “atentados ao World Trade Center”, na cidade de Nova York, e que ocasionou cerca de 3000 mortes.
O presidente dos Estados Unidos no período dos atentados era George W. Bush, filho de George H. W. Bush, que havia empreendido a guerra contra o Iraque em 1991. George W. Bush declarou uma “guerra santa” ao terrorismo e aos terroristas, uma guerra total. Logo em seguida aos atentados de 2001, as tropas militares norte-americanas invadiram o Afeganistão e derrubaram o Taliban do poder. Após os ataques ao Afeganistão, no ano de 2003, as forças de coalizão invadiram o Iraque e derrubaram o ditador Saddam Hussein (morto em 2006).
George W. Bush assumiu o mandato como presidente no ano de 2001, ano dos atentados terroristas, e se reelegeu presidente em 2004, com o principal slogan “guerra ao terrorismo”.
Do ano de 2001 até 2011, Osama Bin Laden foi o homem mais procurado do mundo. Foi no governo de Obama (presidente eleito em 2008) que os Estados Unidos conseguiram encontrar Bin Laden. A morte do terrorista foi pronunciada em rede nacional de televisão pelo presidente Obama no dia 02 de maio de 2011.
Numa operação militar norte-americana (comando especial da Marinha dos EUA), Osama foi encontrado no Paquistão, na cidade de Abbotabad, próximo a Islamabad, capital pasquitanesa. Na operação sigilosa, os militares norte-americanos conseguiram matar Bin Laden numa fortaleza quase intransponível. Chegou ao fim, então, a procura de um dos maiores inimigos públicos na história dos Estados Unidos da América, que durou uma década (10 anos).

terça-feira, 20 de março de 2012

Turcos ou turco-otomanos?





Quando estudamos o fim do Império Bizantino ou a Primeira Guerra Mundial, deparamos com a designação dos chamados turco-otomanos. Mas afinal, qual é a diferença entre os turco-otomanos, que em diferentes momentos aparecem nos livros de História, e os turcos que hoje habitam a Turquia? Para obter essa resposta, somente nos deslocando para a Antigüidade Oriental.
Em sentindo original, o termo “turco” é comumente utilizado para designar as populações provenientes da região central da Ásia. A mais remota menção feita aos turcos surgiu no século V, quando um povo chamado “gokturco” apareceu nessa época como os sucessores da decadente civilização dos hunos que, até então, comandou a Ásia Central.
Entre os séculos V e VII os turcos desenvolveram sua economia graças a uma intensa atividade comercial. Entre os povos com os quais mantinham um grande número de acordos comerciais, se destacavam os chineses, mongóis, persas e coreanos. As rotas comerciais conquistadas pelos turcos compreendiam uma grande região que ia desde o nordeste da Europa, até o leste da China.
No momento em que o Império Turco começou a dar seus primeiros sinais de colapso, a expansão árabe conseguiu incidir sobre os rumos da civilização turca. Uma das tribos turcas convertidas ao islamismo, os chamados selêucidas, iniciou uma série de batalhas que conquistou partes do Império Bizantino. Entre os séculos XI e XIII, esse processo de expansão resultou no domínio sobre os principais centros urbanos da Península Ática.
Nesse período, uma tribo seminômade turca se deslocou do norte para a porção oeste da Pérsia. Coincidentemente a região vivia um período instável onde os selêucidas disputavam o controle da Pérsia com os mongóis. A tribo aliou-se aos selêucidas e, assim, garantiu a vitória desses contra os exércitos do guerreiro mongol Tamerlão. Em sinal de agradecimento, o sultão selêucida cedeu a esta tribo uma região de fronteira próxima ao Império Bizantino.
A pequena tribo iniciou a formação de um estado centralizado e expansionista sob a liderança de um monarca. Entre os diferentes reis deste novo Estado, destacou-se Osman I (ou Othman), que inspirou o nome “turco-otomano”. Os conflitos militares contra os bizantinos garantiram, séculos depois, a formação de um novo império.
No ano de 1453, sob a liderança de Maomé II, os turco-otomanos conseguiram conquistar regiões na Europa onde hoje se situam Grécia, Hungria, Bulgária e Sérvia. A partir disso, formaram o chamado Império Turco-Otomano que só se sucumbiu com os conflitos da Primeira Guerra Mundial (1914 – 1918).



Texto Extraido
http://www.alunosonline.com.br/historia/turcos-ou-turco-otomanos.html

sábado, 17 de março de 2012

A construção das Cidades no Processo Historico




Por: Bruno Ferreira

O espaço que vive o homem sempre foi de muita importância  no processo histórico e geográfico, e nesse espaço que o homem consegue fazer a sua história e desenvolver sua vida, o mais importante espaço do momento tem sido as cidades, e nelas que o ser humano trabalha, estuda, apaixona-se, casa, morre e vive da forma pela qual a sociedade se compõe esta todos os grupos  nas cidade que se formam diversos grupos sociais e políticos.
Quando olhamos o passado e vemos que a trajetória para a formação das cidades não começou simplesmente do dia para a noite, mas foi um longo processo de construção político, social, cultural, econômica e histórico.
O homem começa formar os primeiro núcleos urbanos há muito tempo a exato 3 mil anos antes de cristo na região do oriente médio, no norte da áfrica esses homens sabiam que juntos eles podiam fazer muito mais e por isso organizaram a construção de vilas e diques e a formação de hortas para o cultivo de alimentos o homem consegui dividir o trabalho e assim formar os primeiros núcleos trabalhistas e assim surge diversas classes e com ela aparece a divisão política  a pessoa que iria liderar aquela pequena vila, naquele tempo era entao o líder não era apenas de ordem política mas também de ordem religiosa vemos isso com grande força no Egito onde o faraó possuía os poderes divino e político.
Com a aglutinação de poder e de liderança faz surgir uma liderança militar que poderia também agregar outras cidades surgindo uma cultura e posterior um estado uma civilização as primeiras foram Egito, Fenícios, Gregos, Romanos, Babilônios, Persas entre outros do período.
O grande império da antiguidade foi o império romano que construiu com base na península ibérica existe aquela velha frase todos os caminhos levam para Roma capital do império esta cidade que virou o centro do mundo antigo onde era construída uma cidade de poder e gloria.
Essa cidade que tinha poder e gloria ate o aparecimento de outra grande importante cidade Constantinopla essa que mudou de nome três vezes e se tornou um ponto de ligação entre o oriente e ocidente vem à era medieval e com ela o encastelamento da grande massa da população surge com força os feudos e as cidades perdem sua força na Europa, mas uma cidade naquele período era disputada no mundo a mística e religiosa Jerusalém  que foi destruída e reconstruída varias vezes a onde a história do mundo vive marcada nas ruínas ate os dias atuais.
Com o surgimento de um modo de troca surgi os primeiros passos do capitalismo naquele tempo nomeado por mercantilismo com a guerra e o poder dos turcos no oriente médio a Europa deveria procurar outra rota de comercio e foi por meio do atlântico que surge essa nova rota marítimas com isso, as cidades novamente começam a crescer na Europa pelo progresso que o mercantilismo realizava surge nesse processo uma nova classe social capaz de mudar a história da humanidade a burguesia que seria a grande revolucionaria da modernidade.
O mundo torna-se pequeno com o descobrimento de novos continentes as Américas nessas novas descobertas descobrem novos povos entre os quais os incas e maias que constituíam verdadeiras civilizações e grandes cidades de pedra bem elaborada que desapareceram com o a força da arma de fogo do homem europeu.
Novas cidades surgem na America metrópoles surgem na Europa entre as principais paris a futura cidade luz e Londres a cidade que seria a indústria do mundo moderno a partir da grande revolução industrial que fez nascer uma nova economia e um novo modo capitalista o industrial onde fez crescer ainda mais as cidades, em paris fez surgir um nova  ideia política e democrática surge o poder da democracia que viria com as ideias iluministas propondo igualdade, liberdade e fraternidade.
Paris foi o ponto inicial dessas novas ideias no novo mundo as cidades apareciam e cresciam como as cidades do oriente também fazem parte do processo de construção de um mundo cada vez mais urbano no século XIX os Estados unidos e a Europa tinham grandes cidades com poderosa desigualdade o que acontecia no Brasil nesse período o mesmo mas a desorganização dos centros urbanos foram sendo construídas durante o século XX no Brasil por péssimas administrações que o Brasil teve a construção urbana foi sempre muito ruim com o êxodo rural que o Brasil teve nos últimos 50 anos surge favelas a industrialização tardia fez nascer a crescente procura por melhores condições nos centro urbanos entre eles são Paulo e rio de janeiro e belo horizonte com isso a desorganização urbana foi grande.
Nesse período de grande desenvolvimento provocado por políticas de Getulio e principalmente de Juscelino fez nascer no centro do pais uma nova capital Brasília no centro do pais mas mesmo assim esta cidade sendo planejada não ocorreu uma divisão social urbana justa e fez surgir cidades e vilas em volta de Brasília as famosas cidades satélites.
Hoje vemos que o Brasil tem se organizado em torno da solução urbana que é de difícil construção o programa minha cada minha vida e o crescimento econômico fez nascer uma nova classe media capaz de comprar imóveis e o governo também tem ajudado com subsídios na construção civil o quem ajudado a diminuir o déficit habitacional.

quinta-feira, 15 de março de 2012

A Guerra das Malvinas




Por: Bruno Ferreira

O que foi a guerra das Malvinas?

Os Argentinos há muito tempo reclamava a posse da ilha das Malvinas no sul do atlântico a argentina naquele período estava sobre o governo dos generais  Leopoldo Galdieri e subestimou a determinação do governo Inglês.
Em pouco tempo a Argentina conquistou a ilha, mas de imediato a primeira ministra Margaret Tchatcher reconquistou a ilha e prendeu mais de 11 mil argentinos, esse episodio permanece ate hoje mal resolvido à vingança da argentina acontece na copa do mundo quando Maradona conquista a copa do mundo de futebol.
Hoje percebe – se que a guerra das Malvinas foi usada para tentar legitimar um governo repressivo que ocorria na Argentina.


terça-feira, 13 de março de 2012

A expansão Marítima Portuguesa






Por: Bruno Ferreira

 Navegar e preciso ainda mais se tratando dos portugueses com um imenso oceano a sua frente os portugueses foram os primeiros a se arriscar no oceano atlântico para tais feitos foi necessário desenvolver tecnologia para tal façanha.
Os avanços nos instrumentos mais notáveis foram o uso da bússola e do astrolábio que orientavam o rumo e a localização (latitude e longitude) navios mais eficientes, como as caravelas, fácil de manobrar equipados com velas triangulares que lhe permitia navegar contra o vento, os mapas indicando localização, rotas e acidentes geográficos, armas de fogo como canhão, foram de fundamental importância para a defesa das naus e das feitorias.
Outra grande importância para o governo português foi a fundação da Escola de Sagres, em 1417, pelo infante D, Henrique essa escola ajudou formar bons pesquisadores na área.
A primeira etapa da expansão portuguesa foi na áfrica e nas ilhas próximas a Portugal, a conquista de Ceuta em 1415 foi de grande significado para Portugal nesse meio tempo a burguesia e o estado e igreja se organizavam para  a conquista de pontos comerciais  e rotas.
1425 – descoberta do arquipélago da Madeira
1427 – descoberta do arquipélago dos açores
1434 – alcance do cabo bBojaador por Gil Eanes
1443 – descoberta das ilhas de Arquim, na costa do Senegal, por Nuno Tristão.

Os portugueses nessas expedições obtinham escravos, ouro, marfim e outras mercadorias em grande quantidade, no ano de 1453 Constantinopla eram tomados provocando ampliação no esforço no mediterrâneo, mas a morte do organizador das expedições D. Henrique paralisou as expansão lusitana, nessa mesma época a questão discutida era se a terra era redonda, mas com D. João II o esforço pela expansão marítima era retomado.
1482 – fundações do forte S. Jorge de Mina, importante entreposto de escravos.
1485 – alcance do litoral de Angola por Diogo Cão;
1488 – alcance do oceano Índico, por Bartolomeu Dias, que ultrapassou o cabo das tormentas mais tarde cabo da boa Esperança.

Em 1492 o genovês Cristovam Colombo, partidário da tese da esferidade da terra conseguiu que a coroa espanhola e assim conseguiu chegar as America no dia 12 de outubro, uma região na onde acreditava ser a Ásia.
Os portugueses reclamaram a posse das terras através de uma bula papal dividiu as terras descobertas em duas partes, a partir daí Portugal acelelorou as navegações a expedição era chegar na índia pelo comando de Vasco da Gama a esquadra dele aportou em calicute na índia em maio de 1488 e atingia o objetivo português, este fato fez deslocar o eixo econômico do mediterrâneo para o atlântico e colocar Portugal como potencia naval da época juntamente com a Espanha.

sábado, 10 de março de 2012

As Invenções que fazem Parte da Vida Humana






Por: Bruno Ferreira

Muitas das utilidades da vida moderna, que temos hoje passaram por um processo de construção e de aperfeiçoamento para chegar até nossos olhos para uma xícara, carro, computador, fogão, geladeira, ou mesmo coisas mais simples percebe-se que tudo aquilo passou por um processo industrial, mas antes disso passou por um processo intelectual de concepção da ideia.
Antes mesmo de a história ser escrita o homem começou a inventar coisas uteis para a sua vida como instrumentos de pedra para poder ser utilizado na sua vida esses instrumentos eram feitos de pedra polida, a segunda grande invenção do homem foi o domínio  do fogo que era utilizado  para ter assim  alimentos cozidos.
A partir daí o homem começa a se organizar em povoados em pequenas aldeias essas aldeias se cria um instrumento de divisão social onde cada um teria uma função social a partir daí surgi uma língua e divisões de grupos e conquistas de uma aldeia.
Quando varias aldeias se unem forma uma divisão maior surge um povo e uma cultura surge ai uma civilização que começa a dominar os metais construindo armas e instrumentos mais resistentes de bronze, cobre e ferro.
O homem consegue se locomover com agilidade por meio dos rios através de barcos e na terra através de cavalos ou animais destinados a tal tarefa o transporte se torna de grande importância para o homem ao fim da idade antiga o homem estava dominando toda a eurásia e áfrica com diversos povos e línguas e um grande instrumento de legado a escrita essa que faz o aparecimento da história e da tradição nos círculos do poder e na vida cotidiana.
A guerra durante as eras faz o homem como ele é hoje essa invenção que vem desde o paleolítico e vai até os dias de hoje.
No período que compreende a idade media varias invenções fazem crescer na escala global uma das grandes invenções no seu final foi feita pelos portugueses a caravela e os instrumentos de navegação marítima utilizando de uma grande ideia a chinesa a pólvora ela domina a America em pouco tempo através da arma de fogo.
Essa arma de fogo ganha cada vez mais notoriedade no mundo sendo utilizada por muitos para fazer guerras durante os séculos futuros a partir do crescimento industrial da Inglaterra no século XVII o mundo se transforma rapidamente o capitalismo toma conta dos lares e da vida humana a invenção de cada vez mais coisas para a vida humana faz parte do homem a cada momento o séculos futuros cada vez mais invenções surgem e fazem parte da vida humana.
O espírito criativo cresce cada vez mais não pela vontade de inventar ferramentas para a sociedade, mas pela vontade de lucrar com suas invenções o lucro o dinheiro move montanhas e faz surgir verdadeiros lideres que globalizam uma forma de viver o capitalismo industrial.
Esse avanço que foi iniciado pela Inglaterra abaixo uma ideia de Erick Hobsbawm que contribuí para o texto.

  • Sob qualquer aspecto, esse foi provavelmente o mais importante acontecimento na história do mundo, pelo menos desde a invenção da agricultura e das cidades. E foi iniciado pela Grã – Bretanha. (Eric Hobsbawm – Era das Revoluções)

No breve século XX o mundo cresceu de forma cada vez mais rápida em termos intelectuais e sociais e econômicos a população saltou ao final do século a marca de 6 bilhões mais que dobrou em um século graças ao avanço industrial e inventivo a qualidade de vida cresceu na maioria dos países e duas grandes guerras fizeram crescer o poder da industrial militar que gerou novas invenções o homem chegou ao espaço e fez experimentos nunca antes feitos.
Sem duvida nenhuma a grande invenção da segunda metade do século XX foi o computador que possibilitou o maior avanço nas operações cotidianas, por fim chegamos aos século XXI os valores e oportunidades mudaram e uma era surge de possibilidades com muita dificuldades e problemas.

segunda-feira, 5 de março de 2012

Direitos Civis: Racismo



Por: Bruno Ferreira

Nos anos de 1950 nos E.U.A ocorria uma época de grande segregação racial os negros no sul dos estados unidos sofria forte discriminação eram privados de vários direitos civis entre os quais o direito ao voto , legalizando um sistema desta forma um sistema de segregação  a onde os negros não tinha acesso a escola e universidades de brancos, e não podia sequer escolher lugares para sentar.
Na década de 50 a raiva e a frustração detonaram uma reação contra a discriminação. Em dezembro de 1955, Rosa Parks se recusou a dar lugar a um branco causando assim sua prisão dando inicio a um movimento pelos direitos civis ocorrendo um grande boicote dos negros nos transportes públicos a partir daí a suprema corte estadunidense decretou que o sistema de segregados chega-se ao fim.
Nesse movimento de boicote um dos principais ativistas era Martin Luther King Jr que era um jovem ministro batista que em pouco tempo se tornou um grande nome dos direitos civis firme na sua luta ele seguiu o exemplo de Mahatma Gandhi o dão não violência.
No ano de 1954 a corte suprema estadunidense determinou que a educação não fosse mais segregada, esta ordem foi testada quando poucos estudantes afros americano foram estudar em uma escola.
O grande auge de Luther King foi ao seu discurso sobre o memorial Lincon para mais de 250 mil pessoas. Sob pressão o governo sede ao Ato de Direitos Civis, tornando ilegais varias formas de discriminação a conquista dos direitos chega ao seu topo quando em 2008 depois de 45 anos um negro chega a presidência da republica dos estados unidos.

sábado, 3 de março de 2012

A evolução


 Evolução

É o processo pelo qual ocorrem mudanças ou transformações nos seres vivos ao longo do tempo para melhor se adaptarem ao ambiente onde vivem. Atualmente existem duas teorias distintas que tentam explicar a origem da vida: o Criacionismo e o Evolucionismo.
Na primeira abordagem, entende-se que os seres vivos foram criados perfeitamente adaptados ao ambiente, tendo permanecido inalterados desde o início da criação. No século XIX, o criacionismo veio a ser duramente contestado pelos geólogos, porque estes descobriram que a Terra passa por grandes modificações de relevo e clima, o que interfere diretamente nas adaptações dos seres.
O evolucionismo cresceu através de estudos paleontológicos que se utilizaram fósseis para explicar a evolução. Porém este estudo mostrou-se bastante incompleto, pois algumas espécies não deixaram registros de sua existência.

Lamarckismo

As Idéias de Lamarck

Jean-Baptiste Lamarck propôs, em 1809, que as espécies poderiam evoluir, ou seja, transformar-se ao longo do tempo, e que nesse processo dois princípios fundamentais atuariam:

LEI DO USO E DESUSO: o uso de determinadas partes do corpo faz com que estas se desenvolvam e o desuso faz com que se atrofiem.

LEI DA TRANSMISSÃO DE CARACTERÍSTICAS ADQUIRIDAS: as alterações provocadas em determinadas características do organismo, pelo uso ou desuso, são transmitidas aos descendentes.

Lamarck utilizou vários exemplos para explicar sua teoria. Segundo ele, para alcançar o alimento no alto das árvores, as girafas precisavam esticar o pescoço, que cresceu ao longo do tempo. Essa característica foi transmitida aos descendentes.

A anatomia e embriologia comparadas são evidências de que as espécies evoluem, pois mostram semelhanças entre órgãos de seres diferentes, explicadas pela existência de um ancestral comum; esse estudo pode ser realizado através de órgãos vestigiais (órgãos encontrados com tamanho reduzido em alguns organismos e com tamanho maior em outros, indicam parentesco evolutivo). Atualmente com o avanço da Biologia Molecular, pode-se analisar o parentesco entre as espécies a partir da semelhança de suas moléculas de DNA ou de proteínas.
Darwinismo

As Idéias de Darwin

Charles Darwin propôs, em 1859, que as espécies evoluem por seleção natural, o que é aceito atualmente como parte da teoria evolutiva.
Darwin observou que os indivíduos de uma população não são idênticos entre si e que há luta pela vida com sobrevivência dos mais aptos. Isso mantém o número de indivíduos mais ou menos constante. Essa luta significa disputa por vários recursos do meio, vencendo os indivíduos com adaptações mais vantajosas. O ambiente atua como um agente que seleciona as formas com características mais vantajosas. Além de observações na natureza, também argumentou que diferenças entre raças de cães surgiam por seleção artificial, ou seja, o homem seleciona os melhores cães para reprodução e quais devem ser preservados.
Darwin explicou o caso das girafas: entre elas havia diversidade, que podia ser transmitida para a prole. Animais com pescoço mais longo tinham mais condições de sobrevivência.
Texto: Prof. Fernanda Pavani Siolla Lopes

sexta-feira, 2 de março de 2012

A evolução Humana




Por: Bruno Ferreira

O ser humano faz parte de uma espécie chamada de primatas  que teve seu aparecimento na África há cerca de 70 milhões de anos, os primeiros primatas tinham tamanhos de ratos e se alimentavam de insetos tinha a aparência de lêmures.
Uma das linhagens de primata que começou a se formar os primeiros homens modernos com postura ereta os mais antigos hominídeos segundo os cientistas foram os australopithecus ou macaco do sul, pois viviam no sul da África, eles tinha a possibilidade de andar ereto o primeiro esqueleto descoberto dessa espécie foi a Lucy esse foi o nome de batizo do pequeno hominídeo, esse nome foi por motivo de estarem ouvindo a famosa canção dos Beatles.
Vamos mostrar um pouco de cada espécie que foi evoluindo até chegar ao homo sapiens
Homo Habilis – esse hominídeo tinha a habilidade de fabricar ferramentas simples de pedra alimentava de vegetais e carnes
Homo erectus – além de utilizar ferramentas de pedra eram bons caçadores foram os primeiros a deixar a África
Homo neanderthalensis – muito parecido com o ser humano moderno, era caçador e suas diferentes subespécies habitaram a Europa e a Ásia Ocidental.
Homo sapiens - surgiu há pelo menos 150 mil anos, nas savanas africanas, e se espalhou depois por todos continentes era caçador coletor antes de começar a agricultura e constriu instrumentos diversos  e mais elaborado.
O ser humano atual é representante da ultima espécie citada à única que conseguiu sobreviver.
A terra tem 4,5 bilhões de anos e o ser humano  a pouco mais de 3 milhões de anos em um breve espaço de tempo ele dominou a terra evoluiu e virou a espécie dominante em todo globo.