Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

sábado, 29 de junho de 2013

MMDC O que é MMDC?



O que é M.M.D.C. ?


Por: Bruno Ferreira


MMDC é o nome de um levante revolucionário paulista que precedeu a Revolução Constitucionalista de 1932, e carrega nessa sigla as iniciais de jovens mortos na manifestação.
No ano de 1930,  Vargas acabou com o modelo oligárquico republicano que existia desde a proclamação através de um golpe que ficou conhecido como Revolução de 1930. Esta data marca o início de um longo período de 15 anos de permanência de vargas no poder  na liderança do governo brasileiro, chamando este período pelos historiadores de Era Vargas. Getulio Vargas utilizava de discordãncias para ficar no poder.



O governo de Getúlio Vargas, inicialmente, não era regido por uma Constituição formal, pois, ao tomar o poder, teve início um governo provisório que procurava romper com a oligarquia e implantar novas relações no Estado.
Sendo que, São Paulo, que era um dos estados proeminentes no jogo de poder, não ficou satisfeito com a ascensão de Vargas e a reordenação que fazia do Brasil. Getúlio Vargas, inclusive, estabeleceu uma série de sansões aos paulistas, aumentando o descontentamento dos políticos provenientes daquele estado. Foi assim que logo começaram as primeiras manifestações contra o governo de Vargas. Os estudantes paulistas prepararam manifestações pelo estado logo ocorreram na capital do estado um clima de revolta que foi se expandindo.
Um momento crítico da manifestação dos estudantes paulistas aconteceu no dia 23 de maio ainda do ano de 1930. As dependências de uma célula apoiadora da Revolução de 1930 em São Paulo, chamada Liga Revolucionária, foi invadida por jovens opositores do governo do momento. Aconteceu um combate que resultou na morte de quatro jovens paulistas: Mario Martins de Almeida, Euclides Miragaia, Dráusio Marcondes de Sousa e Antônio Camargo de Andrade. Os jovens paulistas revolucionários eram conhecidos respectivamente como Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo. As iniciais de seus nomes gerariam o movimento conhecido como MMDC.
O MMDC foi o movimento clandestino que oferecia treinamento de guerrilha aos paulistas. Prestando homenagem e tomando como nome as iniciais dos quatro jovens assassinados pela organização que apoiava o governo de Getúlio Vargas em São Paulo, o MMDC procurava organizar um movimento consistente e treinado militarmente para enfrentar o governo nacional com fins de conseguir a derrubada do presidente Vargas
Além dos quatro jovens mortos em maio de 1930, houve outro, Orlando de Oliveira Alvarenga, que ficou gravemente ferido no confronto, mas só faleceu três meses depois. Portanto por este motivo, é possível também encontrar a sigla MMDCA para representar o levante revolucionário. De toda forma, o certo é que o movimento revolucionário que se inspirou na morte dos jovens para definir seu nome desencadeou uma onda crescente de manifestações e enfrentamentos ao governo que culminou com os combates da Revolução Constitucionalista de 1932.
No dia 09 de julho comemora-se em todo o estado de São o dia da revolução paulista de 1932 onde são Paulo queria separar-se da união e ser um pátria independente, hoje vemos varias homenagens a esse movimento espalhadas pelo estado de São Paulo, em São José do Rio Preto o MMDC esta construiu um museu sobre a revolução de 1932 mais informações no blog  http://mmdcriopreto.blogspot.com.br/

Bibliografia





3 comentários:

  1. Olá amigo!
    Faço parte dos Educadores Multiplicadores e vim aqui conhecer o seu Blog. Achei tudo muito interessante. Parabéns!
    Já estou te seguindo, aguardo a sua visita. Deus te abençoe. Abraço.
    http://professoracleides.blogspot.com.br/
    http://cleidespedagoga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. eles morreram em 1932, e não em 1930

    ResponderExcluir
  3. A versão de que São Paulo queria se separar do resto do País não é verdadeira, e foi difundida pelo governo Vargas para justificar o ataque das tropas federais ao estado de São Paulo. O Movimento de 32 começou no Rio Grande do Sul e se alastrou por São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso e algumas células na capital federal, Rio de Janeiro. O Movimento queria a Constitucionalização do País, voto universal e eleições diretas para todos os níveis. A deflagração da Revolução foi marcada para o dia 14 de julho e envolvia todos os estados citados, mas a informação vazou, as tropas de Vargas começaram a agir, lideranças militares foram rapidamente substituídas e o levante desmantelado em Minas, no Rio Grande do Sul e no Paraná. Alguns batalhões do Paraná e o Exército do Mato Grosso não obedeceram as ordens de Vargas e marcharam até São Paulo juntando-se aos paulistas, permanecendo sitiados até o fim do processo revolucionário, em outubro. O movimento foi deflagrado dia 9 de julho em São Paulo, porque diante da movimentação das tropas federais o povo foi para as ruas. Os quatro "jovens" mortos em 23 de maio de 1932 não eram estudantes. Um deles, por exemplo, era casado, tinha filhos e outro, Dráusio era ajudante de farmacêutico e tinha apenas 14 anos. Ao final do movimento Vargas anunciou uma constituinte e eleições, o que aconteceu em 1933. Pouco tempo depois, em 1937, Vargas deu razão ao movimento de 32, que o denunciava seu governo como ditatorial: ele fechou o congresso, destituiu prefeitos e vereadores e instaurou a ditadura do Estado Novo, que ficou no poder com braço de ferro até 1945.

    ResponderExcluir