Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

A copa do mundo do Brasil de 1950





Por: Bruno Ferreira

A primeira copa do mundo que ocorreu no Brasil aconteceu no ano de 1950 nessa época o Brasil era de fato outro a maioria de sua população vivia no campo, a guerra tinha acabado e novamente o campeonato de futebol iria acontecer no Brasil seria a quarta vez e a cidades seriam Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.
Devido a paixão do brasileiro pelo futebol o Brasil já havia sido escolhido e os estádios já estavam prontos para o espetáculo do futebol sendo a infraestrutura brasileira um exemplo para a época, muitos atribuíam essa boa fase do Brasil pelo bom administrador que havia o Brasil o presidente Getúlio Vargas, o campeonato foi adiado para que a Europa se recupera-se da guerra sofrida.
A FiFA não exigia o que pede hoje o chamado “padrão fifa” Não havia exigências com transporte, aeroportos, hospitais ou outros itens de infraestrutura. O único pedido era estádios O caderno de encargos da entidade não tinha 420 páginas como hoje. A Fifa só pedia arquibancadas para no mínimo 20 mil torcedores, alambrados, cabines para a imprensa e autoridades e túneis interligando os vestiários ao gramado.
Dezesseis seleções nacionais foram qualificadas para participar desta edição do campeonato, sendo 7 delas europeias (Itália, Suécia, Suíça, Espanha, Iugoslávia, Inglaterra e Escócia), 7 americanas (Brasil, Uruguai, Chile, Paraguai, Bolívia, Estados Unidos e México) e 2 asiáticas (Turquia e Índia).
A Copa do Mundo FIFA de 1950 não teve uma final oficialmente. As quatro equipes que se classificou em primeiro em seus grupos formaram um novo grupo e disputaram partidas entre si. A Espanha e a Suécia foram goleadas pelo Brasil e eliminadas por placares apertados pelo Uruguai. A última partida era coincidentemente entre o primeiro e o segundo colocados, que até então não haviam perdido na competição.
A última partida da copa ficou conhecida como Maracanaço e contou com o maior público de todas as partidas de todas as copas: 199.854 pessoas. Ela ocorreu em 16 de julho no Estádio do Maracanã. O Brasil, embalado pela excelente campanha, pelo apoio da torcida, pela liderança e pelo elenco vitorioso, abriu o placar aos 47 minutos com gol de Friaça.
O Uruguai, dezenove minutos depois, empatou a partida com Schiaffino. O empate daria o título do campeonato aos brasileiros. Entretanto, aos 79 minutos, Ghiggia virou o placar para os uruguaios, dando o segundo título ao Uruguai. Esta partida é considerada uma das maiores decepções da história do futebol brasileiro.
O Brasil só poderá ver sua revange em seu solo este ano de 2014, muitos choram até hoje a perca do titulo para o Uruguai na final.

Locais
Seis cidades sediaram o torneio:
  • Belo Horizonte:
O Estádio Raimundo Sampaio (Independência) foi construído para a Copa do Mundo e era pertencente na época ao Sete de Setembro Futebol Clube, tinha capacidade, na época, para 30 mil pessoas e recebeu 3 partidas pela competição.
  • Curitiba:
O Estádio Durival Britto e Silva (Vila Capanema) era pertencente ao então Clube Atlético Ferroviário (atual Paraná Clube), tinha capacidade, na época, para aproximadamente 12 mil pessoas e recebeu 2 jogos.
  • Porto Alegre:
O Estádio dos Eucaliptos era o estádio do Internacional na época e tinha capacidade para 30 mil pessoas. Recebeu 2 jogos da competição e atualmente o estádio não existe mais.
  • Recife:
O Estádio Adelmar da Costa Carvalho (Ilha do Retiro) foi uma sede decidida de última hora. Pertencente ao Sport, foi reformado para a competição e tinha capacidade, na época, de 20 mil pessoas e recebeu somente 1 jogo.
  • Rio de Janeiro:
O Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã) foi construído para a Copa do Mundo e tinha a intenção de ser o maior estádio do mundo. O principal palco da Copa tinha a capacidade, na época, 155 mil pessoas e recebeu 8 jogos, dentre eles 4 da Seleção Brasileira e a final.
  • São Paulo:
O Estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu) foi o segundo maior estádio da Copa com capacidade, na época, de 70 mil pessoas. Recebeu 6 jogos, dentre elas 1 da Seleção Brasileira.

Resumo: Revolução dos Bichos








Por: Bruno Ferreira



O Senhor Jones era o dono da Granja e, como tal, explorava o trabalho animal em benefício próprio, para acumular capital. Em troca dos serviços prestados, ele pagava com a alimentação, que nem sempre era boa e suficiente
Conta a história de uma fazenda O Velho Major (porco) teve um sonho, sobre uma revolução em que os bichos seriam autossuficientes, sendo todos iguais. Era o princípio do Animalismo. O Major morreu, mas mesmo assim os animais colocaram em prática a ideia do líder, fazendo a Revolução dos Bichos.
Quem administrava a fazenda após a revolução dos bichos era bola de neve, sendo este o mais culto e inteligente, considerava-se igual a outros animais não tendo privilégios, porem Bola de Neve tem um assistente Napoleão que é um dos seus assistentes e procura ter o poder.
Napoleão mostrou-se competente e justo no começo, mas depois passou a desrespeitar os SETE MANDAMENTOS, os quais firmavam as ideias animalistas. Depois de aproximadamente 5 anos, Napoleão passou a ocupar a casa do Sr. Jones, bebia álcool, vestia as roupas do ex-dono, andava somente sobre duas pernas e convivia com seres humanos.
Com isso instalava um regime autoritário e considerava superior aos seres inferiores e sem direitos. Por essa época, já não era possível distinguir, quando reunidos à mesa, o porco tirano e os homens com quem se confraternizava. Napoleão conseguiu sair vitorioso graças à ajuda de Garganta (porta voz do ditador), porco servil e obediente e que, através de bons argumentos, convencia os animais de que tudo o que acontecia era para o bem deles.
Os mandamentos escritos por Bola de Neve era justamente o contrário de que Napoleão fazia, era a não convivência com humanos.
Mandamentos: Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo; Qualquer coisa que ande sobre quatro pernas, ou tenha asas, é amigo; Nenhum animal usará roupas; Nenhum animal dormirá em cama; Nenhum animal beberá álcool; Nenhum animal matará outro animal; Todos os animais são iguais. Napoleão, aos poucos, alterou todos os mandamentos
A Revolução que se deu por idéia do "Major", tinha por princípio básico a igualdade; sendo assim, o Animalismo corresponde ao Socialismo, regime em que não existe propriedade privada e em que todos são iguais, e todos trabalham para o bem comum.
Com a chegada de Napoleão ao poder mostra que era um verdadeiro ditador e domina a granja a seus prazeres buscando fazer isso de forma amistosa, porem se mostra um déspota.
Portanto a Revolução dos Bichos é um livro de extrema importância para entendermos o funcionamento de sociedades comandadas por diferentes tipos de governo, além de mostrar de forma genial a ambição do ser humano, o "sonho do poder".
 Esse livro é esclarecedor pois mostra a forma de certos governos durante a história da humanidade e usa para isso metáforas