Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 30 de junho de 2014

A História da Primeira Guerra Mundial





Por: Bruno Ferreira

A História da primeira guerra mundial nunca foi tal bem detalhada e contada essa que marcou a chegada de uma politica internacional e  uma formação militar nova que iria mudar o  modo de fazer guerra essa que influenciaria a politica, economia e relações internacionais da segunda grande guerra, este livro escrito por Martin traz um rico trabalho acadêmico em linguagem simples e didática.





História da Primeira Guerra Mundial - Vitória na Frente Ocidental
.    

No início de 1918, as inovações técnicas na fabricação de tanques e aviões, e a entrada dos Estados Unidos na guerra, foram decisivas para a derrota da Alemanha em algumas frentes de batalha. A vitória só poderia ser conquistada com o uso imediato da nova e poderosa tática de combate: a “fire-waltz”, a barreira de fogo da artilharia, e do ataque das tropas de choque da infantaria.

Este livro traz o relato das batalhas na França no último ano da Primeira Guerra Mundial, em uma narrativa envolvente com depoimentos vívidos das trincheiras e dos campos de batalha feitos pelos soldados e oficiais de todas as nações, que participaram da guerra. À medida que os exércitos opostos avançavam e recuavam em meio a batalhas em lugares inóspitos e em circunstâncias adversas, Martin Evans mostra a importância dos progressos técnicos e das novas estratégias para derrotar o inimigo.


SOBRE O AUTOR: Martin Marix Evans é historiador especialista em temas militares. Além da pesquisa e de trabalhos acadêmicos sobre a Guerra dos Boêres, a Primeira Guerra Mundial e a Segunda Guerra Mundial, Martin trabalhou com pesquisadores locais no campo de batalha de Nasaby por mais de uma década. É autor de Passchendale: The Hollow Victory e Somme 1914-1918: Lessons in War, além de livros sobre a experiência dos Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial.



 FICHA TÉCNICA
   
TÍTULO: 
História da Primeira Guerra Mundial - Vitória na Frente Ocidental
AUTOR: 
Martin Marix Evans
PÁGINAS: 
216
FORMATO: 
17x24 cm
ISBN: 
978-85-7680-237-2
EAN: 
978-85-7680-237-2
ORIGEM: 
Nacional
CATÁLOGO:  
História_Guerras e Batalhas_Interesse Geral
            
SUMÁRIO :: 
CLIQUE AQUI ::  

COMPRE ESTE LIVRO AGORA NAS LIVRARIAS ONLINE:

   

domingo, 29 de junho de 2014

Brasil Potência



A construção de uma nação.

Por: Bruno Ferreira


A ideia de um paraíso tropical a onde existiam anjos morenos e com toda sua forma e beleza e receptividade atraia o mundo todo, esse lugar foi criado na visão dos Europeus que aqui chegaram uma visão de um povo inocente a onde a civilização deveria fazer presente a onde a igreja deveria domesticar os supostos pagãos esse lugar durante anos ficou conhecido como “terra brasilis” ou Brasil.
Durante séculos essa foi a visão do Brasil um paraíso tropical onde se encontra tudo mas essa visão foi se modificando com a chegada da família Real portuguesa ao Brasil aqui vinheram para mudar o modo de um povo colonizado como uma grande empresa, o Rei D. João VI chegou aqui como príncipe regente anexou o Brasil a reino unido e transformou para sempre a cara do Brasil anexou o Uruguai ao Brasil colocou, trouxe para o Brasil artistas, gráfica, biblioteca tudo o que havia na Europa construiu um futuro para o Brasil que sonhara como sua nova casa.
O Brasil ficou ambicioso e no decorrer do século XIX declarou sua independência e sua republica composto por uma cafeicultura forte e poderosa o Brasil era grande territorialmente e tinha uma vastas terras e riqueza, a império movido pelas mãos de um imperador Dom Pedro II e por uma grande industrial sonhara mais uma vez um Brasil potência, esse grande empresário era Barão de Mauá que transformara o Brasil com suas linhas de estrada de ferro, rede elétrica, e Bancos construirá um império até sua quebra feita por sabotagem e um capital especulativo estrangeiro.
O momento de transformar o Brasil em uma Republica chegava com uma visão positivista de nação o Brasil ganhara sua republica pelas mãos não do povo mas da elite cafeicultora que da noite para o dia depusera o fraco imperador brasileiro e criara uma republica chamada da espada e aos longo do tempo de republica do Café com leite, pois a eleição de presidente era feita entre uma política de acordos entre mineiros produtores de leite e paulistas produtores de café, poucos eram os que votavam essa quebra ocorre com um gaúcho que cria uma revolução e toma o poder da então capital do Rio de Janeiro esse era Getúlio Vargas que mudara a história do Brasil.
Em meio a segunda guerra mundial o Brasil permanecia neutro até que foi atacado pelos alemães e se viu obrigado a responder a partir daí virou aliado dos americanos e em troca ganhou incentivos industriais, militares e financeiros por essa participação o brasil vivia um momento econômico favorável e ficava novamente o sonho de um Brasil desenvolvido grande e poderoso isso durou até a queda de Getúlio anos mais tarde aparecia a figura do grande reformador da estrutura do Brasil Juscelino Kubichek.
O Grande reformador do Brasil Jusclino Kubichek incentivou a vinda do capital estrangeiro e mudou a cara do Brasil passando de um país agrícola para industrial aqui chegou fabricas do mundo inteiro e também mudou a capital do Brasil do Rio de Janeiro para Brasília desenvolvendo com isso o centro do Brasil, o crescimento continuou com a chegada dos militares ao poder esses promoveram o chamado milagre econômico brasileiro a onde o país crescia a 11% ao ano.
A volta a democracia o país estava quebrado a grandeza do gigante estava em crise e só voltou a crescer com a chegada de um política econômica nova e uma moeda forte o Real, a partir daí os entraves sociais aconteceram e só tiveram uma solução no período do Presidente Lula este foi responsável pela diminuição da miséria e da pobreza e por colocar o Brasil nas 7 potencias econômicas do mundo, isto só foi possível por uma política econômica e por uma distribuição de renda, voltando a formar o sonho de um Brasil potência capaz de ser um dos expoentes econômicos sociais e cultural do mundo moderno.
Portanto cabe agora uma visão global de um história marcada de lutas, guerras  e muito sofrimento em nome de um bandeira e em nome de uma nação mais justa igualitária não apenas rica de riquezas e beleza mais capaz de desenvolver socialmente os filhos dessa pátria chamada Brasil.


quarta-feira, 18 de junho de 2014

Coroação do Rei da Espanha



                                                                Por: Bruno Ferreira


    Hoje foi um dia que entrara para historia, o Rei da Espanha Juan Carlos, abdicou ao trono em favor ao seu filho o Príncipe Felipe que ira assumir o trono de seu pai amanha dia 19/06/2014, vamos lembrar com a ajuda do vídeo abaixo o dia em que o Rei Juan Carlos assumiu o trono Espanhol.




terça-feira, 17 de junho de 2014

Educação a Distância



Por: Bruno Ferreira

             A Educação a Distância Surgiu no século XIX com uma forma de educar indivíduos a distância e ganhou espaço com as necessidades surgidas do dia a dia, onde o aluno passa de uma forma passiva para uma forma ativa de educação a onde o interessado passa a ser o manipulador do seu horário de estudo.
            Podemos dividir a educação a distância em três gerações a primeira surgida no século XIX onde a transmissão do conhecimento entre o professor e educando era feita por meio de cartas, desta forma a distância e a tecnologia era transmitida por meio de apostilas ou livros onde o aluno fazia seus trabalhos e exercícios e era enviada por correios.
            A segunda geração pode ser definida a partir do avanço tecnológico e por meio do rádio e com a TV ganhou o mundo, vemos isso acontecer diariamente por meio do telecurso 2000 da rede globo de televisão e em outros países ocorreu de outras formas, mas a tv abriu um campo novo de estudos para aquelas pessoas que ficaram fora do processo comum de ensino ou não puderam frequentar o ensino regular.
            A terceira geração veio por meio do avanço da internet que surgiu rudimentarmente na segunda guerra e ganhou força no final do século XX e atualmente é bastante difundida por faculdades e universidades e empresas que também fazem um processo de ensino para seus funcionários.
            Podemos definir que a internet por meio de plataformas de ensino que foram criadas para interagir o educando e professor, vemos três definições de ensino a distância mais comum atualmente primeiro a semipresencial onde o educando está presente em polos onde por meio de videoconferência o educando recebe todo conteúdo, o professor está distante e transmitindo o conhecimento, a segunda forma é onde o aluno está presente apenas para fazer provas e trabalhos esporadicamente, e a segunda forma é o curso totalmente on-line onde ele está distante do tutor ou professor, porém mantem contato diariamente através de fóruns, trabalhos e tarefas e trocas de ideias e informações.

            Por fim a educação a distância ou ensino a distância é uma nova forma de transmissão de ensino ocorrendo o processo da aprendizagem, cabe o aluno participar de forma ativa desse processo construindo uma rotina para seus estudos, e essa nova forma de ensino não veio apenas para tomar o lugar das formas antigas, mas para complementar e formular novas formas de ensino nesse processo de aprendizagem.

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Livro "Uma Nova História do Mundo"



Por: Bruno Ferreira

O presente Livro  “Uma Nova História do Mundo” do famoso historiador Alex Woolf traça a história da humanidade desde de suas origens até os dias de hoje contando mais de cinco mil anos de história divididas essas em pré-história, história antiga, medieval, moderna e contemporânea.
O presente livro tem uma abordagem simples e didática ao mesmo tempo investigativa e atuais compostos de fotos e informações que fazem o estudo da história fascinante aos olhos de um leigo ou até mesmo de um historiador ou pesquisador da área.
Este livro que está sendo vendido nas livrarias de todo o Brasil tem como editora a famosa M. Books que publica os melhores livros de história e de outros segmentos sempre muito atualizada ao mercado editorial.
Sem dúvida este livro histórico vai fazer parte das citações dos artigos do blog Historia Total, eu recomendo, tenha uma ótima leitura.

Uma Nova História do Mundo
Uma Nova História do Mundo é uma visão abrangente, ágil e acessível da história da humanidade.    
  
Este livro conta a história da humanidade,desde seu início, há seis ou sete milhões de anos na África, até o mundo complexo e globalizado do século XXI. A história dos homens passa aos nossos olhos com uma profundidade de conhecimento, que nos permite acompanhar página a página os acontecimentos que construíram o mundo atual.

Uma Nova História do Mundo é um livro inovador em sua apresentação gráfica, na inclusão de 350 ilustrações e na simplicidade de contar a História.

O autor Alex Woolf, com uma linguagem objetiva e abrangente, proporciona ao leitor total compreensão dos termos e dos elementos que compõem este livro.

SOBRE O AUTOR: Alex Woolf - estudou História na Universidade de Essex. Foi editor durante 15 anos e é escritor há seis. Resultado: mais de 30 livros escritos sobre uma grande variedade de tópicos, como os romanos, os vikings, a Idade Média, a quebra de Wall Street, a Alemanha nazista, as batalhas britânicas e os conflitos árabe-israelenses.

 FICHA TÉCNICA
   
TÍTULO: 
Uma Nova História do Mundo
AUTOR: 
Alex Woolf
PÁGINAS: 
320
FORMATO: 
17x24 cm
ISBN: 
978-85-7680-235-8
EAN: 
978-85-7680-235-8
ORIGEM: 
Nacional
CATÁLOGO:  
História_Guerras e Batalhas_Interesse Geral



segunda-feira, 9 de junho de 2014

A História da Seleção Brasileira



Por: Bruno Ferreira

A seleção Brasileira batizada por muitos com vários nomes e foi motivada por um povo trabalhador, sofrido e feliz que recebeu vários jogadores pobres que transformaram estrelas mundiais e até mesmo Rei, em lugares do globo a camisa amarela com o escudo que leva uma cruz  e a sigla CBF tem mais significado do que muitos brasões e bandeiras e representa o futebol conhecido  como futebol arte, este que foi pintado por jovens que mudaram a forma de ver apenas um esporte passando a ver como uma oportunidade de crescer a vida a seleção brasileira que tem cinco títulos mundiais busca ter ainda mais.

A história da seleção brasileira começa com a formação da Confederação brasileira de sport a CBS, com os anos passou a Confederação Brasileira de Desportos que durou de 1916 até 1979 em um breve período foi conhecida também como Federação Brasileira de Futebol.
Apenas em 1979 ela tornou-se a Confederação Brasileira de Futebol a CBF, o primeiro uniforme que a seleção Brasileira utilizou foi em 21 de julho de 1914, no primeiro jogo – considerado não oficial pela FIFA - contra a equipe inglesa do Exeter City. O Brasil jogou e venceu por 2 a 0 com a seguinte formação: Marcos; Píndaro e Nery; Lagreca, Rubens Salles e Rolando; Abelardo, Oswaldo Gomes, Friendereich, Osman e Formiga. O jogo foi realizado no Estádio das Laranjeiras, no Rio de Janeiro e os marcadores foram Oswaldo Gomes (atleta do Fluminense/RJ) e Osman (do América/RJ).
O primeiro título do Brasil foi a Copa Rocca, o primeiro distintivo que a seleção brasileira teve apareceu no ano de 1917, e tinha como estudo a antiga CBD Até então, o Brasil, jamais havia utilizado um distintivo em suas camisas. Neste mesmo ano, e pelo mesmo campeonato, a seleção utilizou uma camisa vermelha. É que os seus adversários, assim como o Brasil, entraram na competição com uniformes brancos, e o jeito foi fazer um sorteio e o Brasil teve de mudar o seu uniforme.
Em 1930 a selação participa da primeira copa do mundo que foi organizada no Uruguai que teve a própria selação Uruguai campeã do mundo, a partir daí vemos nascer uma tradição brasileira em copas do mundo, pois ela é mantem o recorde de ter participado de todas as copas do mundo de futebol, em 1950 o Brasil sedia a copa do mundo e a final acontece no Maracana lotado com mais de 200 mil pessoas o Brasil Perde o campeonado em cada e na final isso marcaria para sempre a história da seleção canarinho.
No ano de 1954, um jovem gaúcho, de nome Aldyr Garcia Schlee venceu o concurso para escolha do novo uniforme com as cores da bandeira nacional. Surgia ali a camisa canarinho. Sua estréia ocorreu durante as eliminatórias para a Copa do Mundo de 1954.
O Brasil foi campeão de cinco vezes do campeonato mundial de futebol que são 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002, em cada copa tem uma história do jogo que facina a todos os torcedores do mundo, não apenas pelo fato de ganhar o jogo mais ganhar de forma bonita a passar não apenas um esporte, mais mostrar a ginga e arte do povo brasileiro.
A última copa do mundo que o Brasil ganhou foi a de 2002 onde o Brasil saiu campeão após ter ganho a final da Alemanha levando a taça, nas participações de 2006 o Brasil saiu perdendo para a França, em 2010 o Brasil perde para a Holanda e fica fora do campeonato em 2014 o Brasil sediara o campeonato mundial de futebol com altos investimentos em estádios e aeroportos e com críticas pela enorme quantia empregada em um campeonato a Seleção Brasileira tenta sua sexta estrela com a ajuda da torcida.

Por fim sem dúvida a seleção brasileira tem uma história no futebol mundial como sendo a maior seleção a ganhar copas do mundo e também a que tem um dos melhores futebóis do mundo, com seus jogadores como Pelé, Garrincha, Ronaldo, Romario entre outros.
Listagem possivelmente incompleta

Copa do Mundo: 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002

Copa América (Sulamericano): 1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004 e 2007

Copa das Confederações: 1997, 2005 e 2009

Taça do Atlântico: 1956, 1960 e 1976

Copa Roca: 1914, 1922, 1945, 1957, 1960, 1962 e 1971

Taça Bernardo O'Higgins: 1955, 1959, 1961 e 1966

Taça Rio Branco: 1931, 1932, 1950, 1967 e 1968

Taça Oswaldo Cruz: 1950, 1955, 1956, 1958, 1961 e 1962

Superclássico das Américas 2011 e 2012

Taça Rodrigues Alves: 1922

Taça Stanley Rous: 1987

Torneio da Independencia do Brasil: 1972

Torneio Bicentenario dos EUA: 1976

Torneio Bicentenario da Australia: 1988

Taça Inglaterra - Brasil: 1981

Taça Brasil - Argentina: 1922

Torneio da Amizade (Portugal): 1987

Trofeu Coroa do Principe (Irã): 1978

Torneio Internacional de Montaigu: 1984

Copa TDK: 1986

Taça das Nações (EUA): 1988

Torneio Friendship (EUA): 1992

Torneio The Umbro Cup (Inglaterra): 1995

Copa Fifa / JVC: 1997

Torneio Inter. del'Alcudia (Espanha): 2002

Sulamericano de Acesso: 1962 e 1964

Campeonato Pan-Americano / Jogos Pan-Americanos: 1952 e 1956 (camp), 1963, 1975, 1979 e 1987 (jogos)

Hexagonal da Venezuela Sub 20: 2009

Torneio Mercosul sub 20: 1995

Mundial de Juniores - sub 20: 1983, 1985, 1993, 2003 e 2011

Sulamericano Juniores-sub20: 1974, 1983, 1985, 1988, 1991, 1992, 1995, 2001, 2007, 2009 e 2011

Torneio Pre Olimpico: 1971, 1976, 1984, 1987, 1996, 2000 e 2008

Torneio de Toulon: 1980, 1981 (VIII), 1981 (IX), 1983, 1995 e 1996

Torneio de Cannes: 1971, 1972 (XXI), 1972 (XXII) e 1974

VII Torneio Inter. del'Alcudia sub 20: 1990

VII Torneio de Omã sub 20: 2002

Pre-mundial da Malasia sub 20: 2003

Copa Juventude da America sub 20: 1949

Torneio de Hong Kong sub 20: 2001

Torneio Internacional de Futebol Junior: 1981

II Festival Internacional de Futebol Val-Action sub 20: 1993

Torneio Internacional Gobernador del Estado de Carabobo sub 20: 1992

Torneio Internacional de Futebol João Havelange sub 20: 1997

Torneio Internacional Abdullah Al-Faisal (Ar. Saudita) sub 20: 1997

I Torneio da Lusofonia (Dr. João Havelange) sub 20: 1998

King's Kup (Tailandia) sub 20: 1999

Copa do Mediterraneo (Espanha) sub 18: 2003

Copa Sendai (Japão) sub 18: 2003

Campeonato Mundial sub 17: 1997, 1999 e 2003

Sulamericano sub 17: 1988, 1991, 1995, 1997, 1999, 2001, 2005, 2007, 2009 e 2011

Mundialito sub 17: 2000 e 2002

Copa dos Campeões do Mundo sub 17: 2002

Torneio Internacional de Barcelona sub 17: 2002

Torneio Intern. Paulo Valenti (Italia) sub 17: 1993

Torneio de Virgina (USA) sub 17: 1993

T. de Salermo (Italia) sub 17: 2000

Torneio de Londres (Inglaterra) sub 17: 2000

Toto Cup Viena (Austria) sub 17: 2000

Jogos Abertos de Budapest (HUN) sub 17: 2000

Torneio Quadrangular da Argentina sub 17: 2000

Torneio das Canarias (Espanha) sub 17: 2001

VII Copa Sendai (Japão) sub 17: 2009

Torneio das Canarias (Espanha) sub 16: 2001

T. de Salermo (Italia) sub 16: 2001

Sulamericano sub 15: 2005 e 2007

Torneio Nike Friendlies (EUA) sub 15: 2009

Copa do Mediterraneo (Espanha) sub 15: 2003

Seleção Brasileira de Futebol Feminino

Sulamericano: 1991, 1995, 1998, 2003 e 2010
Jogos Pan-Americanos: 2003 e 2007
Torneio Internacional Cidade de São Paulo: 2009
Sulamericano Feminino (sub 19) sub 20: 2004 (sub 19), 2006, 2008 e 2010
Sulamericano Feminino sub 17: 2010, 2012

sexta-feira, 6 de junho de 2014

A Sociedade do Espetáculo



Por: Bruno Ferreira

A sociedade do espetáculo foi sendo criada durante os últimos 200 anos com o modo de vida do modelo econômico capitalista o aparecimento de uma vida de aparências, foi sendo formada a partir do surgimento do status quo, o surgimento de uma burguesia que serve de exemplo para as chamadas classes inferiores chamadas por Marx de proletariado.
A sociedade que temos hoje está impregnada por esses signos de consumo e de aparências diariamente vemos estes em meios de televisão, internet, jornais e rádios propagando um modelo de vida a onde não apenas a utilidade do produto é vendida mais também a marca contida nele criando um fetiche nesta mercadoria ter determinado bem significa sucesso.
A luta diária do homem por bens de consumo cria um falecimento e um câncer na sociedade criando uma busca frenética, os bens de consumos estão presentes em shoppings que são o templo do consumo capitalista, o verdadeiro espetáculo das marcas diversos produtos, como fest foods, roupas e aparelhos domésticos entre outras coisas.
A utilidade perde significado diante da necessidade de aparecer com esse bem perante a outras pessoas, criando um espetáculo, a partir do momento que está pessoa mostra que tem um determinado bem de consumo ou mesmo que está bem sucedida profissionalmente ou que alcançou a fama.
As pessoas tende a mostrar a que alcançou a fama e o sucesso por meio de seu trabalho, porém pouco interessa em muitas os meios que foram utilizados para chegar a essa fama se foi honestamente ou não, em muitos casos essa utiliza de sua influência para matar ou tirar essa do caminho para enfim chegar ao sucesso.
Para quem assiste essa estrela de tv, cinema, ou musico pensa que este utilizou das formas mais honestas para chegar ao sucesso, porém são escondidos o pensamento e o verdadeira pessoa, criando com a ajuda do marketing outra pessoa para ser apresentada a sociedade, isto é utilizado por artistas dos mais diversos segmentos e também por políticos.
Por fim a sociedade do espetáculo aparece com uma mágica fábrica de sonhos e aparências utilizando para isso o Marketing e a Propaganda, criando na sociedade pessoas belas por dentro e por fora, mas que na verdade estão enfeitadas por fora e escondem o que de fato são, além de criar um consumo frenético por determinada marca deixando a verdadeira busca da funcionalidade vendo apenas a aparência.



quarta-feira, 4 de junho de 2014

A Solidão O Mal da Sociedade Moderna



Por: Bruno Ferreira

A Solidão que considerada por muitos um dos grandes males da sociedade moderna e pós moderna foi sendo construída por um modo de vida histórico e social.
As causas para essa solidão são as mais diversas possíveis mas que tem seu fundamento no modo de vida que passou de rural para urbano criando cada vez mais pessoas isoladas no mundo moderno.
A sociedade de forma mundial até o começo do século XX vivia em sua maioria no campo, na zona rural a onde os laços familiares e sociais eram maiores a onde as pessoas construíram relações mais duradouras, essas relações eram criadas pela forma de como o homem vivia de forma menos complexa e menos corrida, a ansiedade não existia já que o tempo era regrado de forma que tudo possa ser construída em família, a igreja e a família tinha um fator de união profundas, criando um grande respeito entorno dessas instituições.
Com o avanço do capitalismo moderno das fabricas da procura de mão de obra muitas pessoas deixaram o campo e foram para a cidade para conseguir uma suposta “vida melhor” a onde pode-se ter os bens da modernidade, sem dúvida os bens foram ganhos porem se perdeu a qualidade de vida muitos passaram a morar em pequenos apartamentos criando o chamado “homens pombos” ou seja  essas pessoas moram juntas porem não tem o maior conhecimento uma das outras por fatores como medo, timidez e individualismo criou-se a solidão moderna.
Essas causas externas como a tirada das raízes e o deslocamento para centros grandes a onde poucas pessoas têm contato uma com outra, foi o motivo para os programas televisivos criarem programas com fundo sentimental cada vez mais, com o intuito de preencher o vazio existencial, criou-se o habito famílias inteiras olhando para uma televisão sem nada para dizer no único tempo que as tem disponível.
Com o avanço de uma sociedade rotulante a onde a maioria vive em função de um rótulo de uma qualidade ou não, criou-se mais um motivo para a solidão, foi criando dentro deste habito urbano um processo preconceituoso o chamado “Bullyng”
Buscando a saída para seus problemas de ordem emocional com o avanço da modernidade e o isolamento e stress das grandes cidades criou-se a figura do psicólogo e da psicanálise como forma de criar uma válvula de escape dos problemas de ordem emocional, criando um partilha, esse tema solidão foi sendo pesquisado por psiquiatras e psicólogos um deles foi Viktor E. Frankl que revela que o papel preponderante do amor como meta de realização e o caminho para um sentido da vida moderna, ou seja a relação dos elementos a ser sublinhado na pessoa como a capacidade de amar e de amar como forma de abandonar a solidão.
A intimidade e a confiança e o caminho para um processo de abandono da solidão, criou-se o habito da aparência na sociedade moderna e vemos diariamente duas pessoas casadas que não tem entre-se o habito da intimidade e confiança criando “viúvos vivos”
As amizades buscadas na sociedade moderna e justamente aquelas que são capazes de silenciar os segredos que lhes são conferidos, e que não vivem fazendo alarde ou propagando seus segredos.
Criou-se sem dúvida um conceito novo para a solidão programada nas sociedades modernas o “estar só” como forma de amenizar  o processo e deixar claro para quem o vé, estou só por opção.

Por fim a solidão o mau da sociedade pós-moderna tende a ser cada vez maior criando ou pessoas individualista ao extremo, ou pequenos grupos que serão inimigos da própria sociedade que ficaram isolados como forma de defesa do mundo que pouco se confia diante do crescente capitalismo e do individualismo que foi produzido por esse sistema.