Redes Sociais

Anuncio

Celular

Operação Salva Semestre

Celular

Quanta Gente.

Pesquisar neste blog

terça-feira, 30 de junho de 2015

Criação do Comitê Olímpico Internacional


Conheça fatos de junho que fizeram História

Aventuras na História Digital

Criação do Comitê Olímpico Internacional - 23 de junho de 1894

O projeto de criação do Comitê Olímpico Internacional (COI) provém de uma ideia expressa originalmente pelo barão Pierre de Coubertin, pedagogo e historiador francês, de abrir um centro de estudos dedicado ao olimpismo com caráter permanente. Apesar do escasso interesse que os representantes de diversas instituições mostraram a princípio, a renovação dos Jogos Olímpicos na era moderna e a criação de um comitê encarregado de sua organização foram aprovadas por unanimidade em um congresso realizado no anfiteatro da Sorbonne, entre 16 e 23 de junho de 1894.

O Comitê Olímpico Internacional é a autoridade suprema do movimento olímpico. Na atualidade, o COI é uma organização sem fins lucrativos, não governamental e internacional. Em junho de 2003, chegou a 126 membros de pleno direito, 22 membros honorários e quatro membros honoríficos.

O COI foi criado como organização aglutinadora das federações olímpicas existentes nos países-membros, para supervisar os organizadores dos Jogos Olímpicos de verão e de inverno. A junta diretiva se estabeleceu em 1921 e, desde então, é constituída por um presidente, quatro vice-presidentes e mais dez membros.

Cada um dos países-membros tem um Comitê Olímpico Nacional (CON), somando atualmente um total de 126 Comitês Olímpicos Nacionais nos cinco continentes. Desde 1894, foram presidentes do COI:

• Dimítrios Vikélas (Grécia) – 1894-1896
• Pierre de Coubertin (França) – 1896-1925
• Henri de Baillet-Latour (Bélgica) – 1925-1942
• Johannes Sigfrid Edström (Suécia) – 1946-1952
• Avery Brundage (Estados Unidos) – 1952-1972
• Michael Morris, 3o barão de Killanin (Irlanda) – 1972-1980
• Juan Antonio Samaranch (Espanha) – 1980-2001
• Jacques Rogge (Bélgica) – Desde 16 de julho de 2001

sexta-feira, 12 de junho de 2015

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Senzalas no Brasil


Senzalas no Brasil



Por: Bruno Ferreira

As Senzalas faziam parte da indústria do engenho era o local onde colocava todos os escravos de uma forma horrível, sendo locais de péssimas condições essas edificações eram construídas com barro, madeira e palha e foi parecia segundo Joaquim Nabuco como um grande pombal negro, essas construções perduraram ate o fim da escravidão.
Eram abafadas tinham poucas janelas e muito desconfortáveis pois abrigava uma grande quantidade de pessoas, seus habitantes dormiam no chão e esse era quase sempre de terra batida, os escravos eram separados e acorrentados de acordo com sexo e idade.
Na frente da senzala havia o pelourinho lugar onde os escravos eram torturados se caso ocorra-se desobediência das regras estabelecidas. A senzala faz parte de todo o complexo da propriedade latifundiária rural que era composto o Brasil, o país produzia para abastecer os mercados exteriores começou através da cana de açúcar e passou por outras culturas como o café.
Gilberto Freire fala em seu “Livro casa Grande Senzala” a relação entre escravo e senhor de engenho. A tese central de Gilberto Freyre pode ser compreendida pela que ele mesmo chamou de equilíbrio dos antagonismos. A Casa Grande seria o símbolo da inexistência do conflito entre senhor e escravo. Além de dividirem o mesmo espaço entre a Casa Grande e a Senzala, senhor e escravos tinham suas distâncias sociais reduzidas com as constantes relações sexuais que mantinham.

Portanto a Senzala foi um local importante apesar de cruel para a formação da identidade do povo brasileiro, foi lá que ocorreu o aparecimento de bens culturais como a capoeira, e comidas como a feijoada.

terça-feira, 2 de junho de 2015

História Total

Essa é minha primeira Video Chamada para a minha pagina pessoal no Facebook e para entrar e ver um pouco do blog http://historiabruno.blogspot.com

confira, logo teremos no you tube video-aulas.

Facebook: https://www.facebook.com/pages/Hist%C3%B3ria-com-o-Prof-Bruno/300827376714898?ref=hl
You Tube: https://www.youtube.com/channel/UCz7ZG8QAPC4GjuiqP0NFu4Q

att. Profº Bruno